Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Time global poderoso na minissérie 'Felizes para Sempre'

Atrizes festejam atração que marca volta de Adriana e Maria Fernanda

CARAS Digital Publicado em 26/12/2014, às 12h15 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Felizes Para Sempre - -
Felizes Para Sempre - -

Atrizes consagradas e disputadas entre autores e diretores como Paolla Oliveira (32),Maria Fernanda Cândido (40), Adriana Esteves(45) e Cássia Kis Magro(56) protagonizam dilemas morais que permeiam a vida de cinco casais — o desejo, a mentira, a traição e um crime passional — em Felizes Para Sempre?, nova minissérie da Globo, atração que estreia no dia 26 de janeiro e que promete chamar a atenção do telespectador tanto pelo elenco de estrelas quanto pela qualidade da trama, que também marca o retorno de Adriana à telinha após sua inesquecível Carminha, de Avenida Brasil, assim como Carol Abras (27), que esteve na mesma trama. “Estou voltando ao ar com um trabalho desafiador e uma personagem bastante interessante”, contou Adriana, de férias desde 2012. No novo trabalho ela dá vida a uma cirurgiã plástica. “Um texto maravilhoso, com essas questões, é tudo o que o ator quer. É uma grande oportunidade”, comentou, entusiasmada, Maria Fernanda, que também estava longe da dramaturgia desde a mesma época, quando fez a primeira temporada de Sessão de Terapia, do GNT. Ela vive uma mulher com o casamento em crise. “Todo mundo sabe que eu adoro mudar. Essa personagem é muito complexa. Vi que ela pode ter várias personalidades”, revelou Paolla, no papel de uma garota de programa envolvida em um relacionamento homossexual após seu marcante papel em Amor à Vida. O time estrelado terá a companhia de um afinado time masculino, que conta com, entre outros, os talentosos João Miguel (44) e João Baldasserini (30). “Acho que a minissérie tem tudo para agradar ao público”, declarou João, o intérprete de Joel na história. Na condução desse elenco magistral está Fernando Meirelles (59), que assina a direção geral da obra. Presença frequente no cinema com sucessos como Ensaio Sobre a Cegueira e Cidade de Deus, ele promete levar ao telespectador um produto que vai prender a atenção durante os dez capítulos que compõem o trabalho. “O que nos encantou foi a humanidade dos personagens. Ninguém é inteiramente bom ou ruim, todos são inteiramente humanos”, afirmou ele ao lado de Paulo Morelli e Luciano Moura, também diretores. Euclydes Marinho (64), autor da trama, se diz feliz com a entrega dos profissionais que tiraram do papel o texto escrito por ele. “Toda a equipe trabalhou com muito prazer e esperamos que isso chegue aos telespectadores”, conta ele, que neste trabalho faz uma releitura de Quem Ama Não Mata, minissérie de sua autoria exibida em 1982.