tv

Ivete Sangalo lembra momentos difíceis e confessa: "Não sei chorar sozinha"

Cynthia Sangalo, irmã da cantora, conta que Ivete a defendia de bullying na escola: "Fazia o papel da irmã mais velha"

CARAS Digital Publicado quarta 16 agosto, 2017

Cynthia Sangalo, irmã da cantora, conta que Ivete a defendia de bullying na escola:
Ivete Sangalo e a irmã Cynthia Sangalo - Globo/Marcos Rosa

Imãs, sócias e melhores amigas, Ivete Sangalo e Cynthia Sangalo falaram sobre a relação entre elas em participação no Conversa com Bial na madrugada desta quarta-feira, 16. As duas têm uma diferença de três anos de idade.

"Ela era a quinta filha. Eu fui a raspa do tacho, fui uma cachaça mal tomada. Eu era uma menina que concorria com a última filha, que era o dengo da casa", contou Ivete. "A Cynthia me acolheu com uma alegria para a vida dela, ela nunca me viu como um fardo, como uma concorrência. Isso fez com que eu nunca percebesse a diferença de idade. Ela sempre me inseria na vida dela", contou.

+ Ivete Sangalo lança clipe inspirado em 'Grease' com participação de Wesley Safadão

Na escola, era a caçula quem defendia a irmã. “Ivete é mais nova, mas ela, às vezes, fazia o papel da irmã mais velha. Ela que tomava conta de mim, sempre fui mais acanhada. E aí sempre que tinha uma situação de risco era a ela que eu recorria. Na escola o bullying era terrível, surra de bullying, daí corria para a sala dela. Ela estava na porta esperando”, lembra Cynthia. "Eu era muito doida. Eu já via meus irmãos em casa descendo o cacete na gente. Eu só me transformei em menina com 18 anos. Ela chegava na sala meio roxa de chorar: "Jaqueline me bateu", eu nem pedia pra professora pra sair, pegava ela pela mão e ia lá, tirava Jaqueline da cadeira e mostrava a ela como que funcionava o trassado", diverte-se.

Hoje as duas são sócias da IESSE, empresa que administra os negócios de Ivete. Cynthia começou a trabalhar com a irmã na época da banda Eva, fazendo as malas de Ivete. "Ela me pagava R$ 20, depois passou para R$ 50 e foi aumentando”, lembra.

Maternidade

A cantora contou que ela e o marido, o nutricionista Daniel Cady, estão tentando ter o segundo filho. Eles já são pais de Marcelo, de sete anos. "Desde que Marcelo nasceu eu e Daniel nunca fizemos uma viagem sozinhos porque eu não consigo. Mas agora fomos pra Europa, daí Daniel falou pra ele: 'meu filho, eu e sua mãe vamos namorar'. Ele ficou olhando: 'um irmão?' 'Isso mesmo, papai vai tentar fazer um irmão'. Viajamos, tentantos todo dia. Quando voltamos a primeira coisa que ele perguntou: 'e aí, fez?'", contou aos risos.

+ Ele cresceu! Veja como está Marcelo, filho da cantora Ivete Sangalo

"Eu quero muito. Deus é maravilhoso, ele botou uma profissão na minha vida primeiro porque se ele me bota antes minha gente, lascava. Eu tenho um talento pra maternidade, o que me deixa muito feliz, que herdei da minha mãe. Ela sempre foi muito mãezona, que sabe fazer o café com leite na temperatura certa, que pega na escola, aquela coisa de falar coisas importantes”, disse.

Ivete contou ainda como lida com momentos difíceis na vida. "Acho que depois da morte do meu pai e do meu irmão, me deu um clique de trabalhar com algo que realmente eu gosto, tenho prazer em cantar. O que isso vai gerar, depois a gente vê o resultado. Eu pude escolher na loucura, na turbulência uma coisa que me dá muita satisfação”, revelou. "Meu pai era muito alegre, qualquer circustância triste ele transformava em alegre. A gente ia tendo as situações difíceis e ia driblando. Em cinco meses perdemos duas pessoas de maneira inesperada, e a gente aprendeu a se defender, a viver longe da tristeza porque não valia a pena.A gente nunca se penalizou, sofremos, isso tem um reflexo porque ninguém é só sorriso, mas a gente tira de letra”, completou Cynthia.

A cantora confessou que não costuma chorar com facilidade. "Eu não sei chorar sozinha, tem que ter alguém vendo. Eu não choro, nem me lembro. Sozinha é uma perda de tempo", brincou. "Vou ver um filme, vou comer um negócio gostoso. Não quero dimencionar os problemas aqui, mas esses problemas que a gente tem de grana, de namorado, não passou naquele concurso... se você absorver o problema na totalidade não resolverá ele mais rápido. Tente absorver o mínimo que puder e tente dançar escondido, comer um sanduíche... se você não facilitar as coisas pra você o problema duplica e você vai criar aquela nuvem em cima da cabeça".

Último acesso: 08 Aug 2020 - 01:08:41 (291953).