Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

As férias de Luciana Gimenez, Lorenzo e Lucas Jagger

Em Miami com os herdeiros, a estrela Luciana Gimenez não descarta completar a família com uma menina

Redação Publicado em 16/01/2013, às 22h30 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

A apresentadora do SuperPop e do Luciana By Night desfruta rara folga com os herdeiros. - -
A apresentadora do SuperPop e do Luciana By Night desfruta rara folga com os herdeiros. - -

Ela se consagrou entre as grandes estrelas da TV por conta do riso fácil, do jeito descontraído e das tiradas sarcásticas, mas, longe dos holofotes, Luciana Gimenez (43) revela-se ainda mais divertida e à vontade ao exercer um papel sem o qual não concebe a sua vida: o de mãe. “Esses dois meninos são a razão da minha alegria. Com eles, brinco, me jogo, perco a noção do tempo. Meus filhos são minha motivação diária, meu passado, presente e futuro”, dispara, referindo-se aos herdeiros, Lucas (13), com Mick Jagger (69), e Lorenzo Gabriel (1), fruto da sólida união com o sócio e vicepresidente da RedeTV!, Marcelo de Carvalho (51), também apresentador do game showMega Senha. Mãe coruja assumida, a apresentadora dedica cada minuto livre aos pequenos e escolheu a ensolarada Miami como destino para recentes férias do clã. Inseparável, o trio se esbaldou brincando na praia e o espevitado caçula deu “canseira” no irmão.

“Lorenzo é louco por praia e, se a gente bobear, lá vai ele comer areia. Lucas fica louco tentando tomar conta dele”, conta Lu. “Meus filhos são uns príncipes, uma coisa de louco!” Com alguns quilos a menos e disposição de sobra, Luciana pretender dar novo impulso à carreira em 2013. Dois longas estão nos planos da bela, que, na TV, segue arrasando no comando do SuperPop e do Luciana By Night, o talk show que virou sensação da emissora desde a estreia, no fim de novembro.

– Os meninos parecem ter adorado as férias.

– Amaram. E nós também. Nem sempre é fácil curtir a família toda assim, sem pressa. Marcelo e eu trabalhamos muito e, às vezes, não conseguimos viajar juntos com as crianças. Agora que Lorenzo está um pouquinho maior, é outro pique. Curtimos muito mais. Lorenzo faz 2 anos em fevereiro e digo que agora ele virou uma pessoa. É uma coisa de louco, tem opinião, faz tudo, não para, brinca, fala. A gente brinca que ele é um mutante, tipo um dos personagens do X-Men, um gênio! (risos)

– Acha que Lorenzo puxou o lado comunicativo dos pais?

– E como! Fala umas coisas que me fazem ‘cair da cadeira’. Outro dia, eu estava fazendo ginástica e, do nada, ele falou: ‘Força, mamãe, força”. Oi, como assim? (risos)

– Como é a relação deles?

– Um é louco pelo outro. Não imaginava que Lucas fosse ficar tão feliz com um irmão. E acho que Lorenzo veio no momento certo. Se ele tivesse nascido há uns quatro ou cinco anos, com Luquinhas mais novo, ia rolar ciúme. Agora o Lucas está em outra fase, tem a vidinha dele, a escola, os amigos, as coisas que gosta de fazer...

– E Lucas gosta do papel de irmão mais velho?

– Adora! É carinhoso, dá atenção e adora ensinar coisas novas. É engraçado, Lucas é todo rigoroso, certinho, e Lorenzo entra no quarto dele para ‘tocar o terror’, bagunçar tudo. Lucas fica doido ao vê-lo jogando as coisas no chão e diz: ‘Mãe, ele não pode fazer isso’. 

– Você acredita estar mais relaxada e segura em relação à criação do Lorenzo?

– Fiquei mais velha e relaxei com muitas coisas. Com Lorenzo não dá para ser tudo tão controladinho, até porque ele tem um monte de irmãos em casa, os outros filhos do Marcelo, MarcoManoela e Marcela. Com uma criança só, é mais fácil seguir um planejamento. Com cinco a coisa é diferente. Nossa casa parece que foi invadida por alienígenas, há marcas de dedos em todo canto. 

– Acha que eles são mais parecidos ou diferentes?

– Completamente diferentes. Lucas é tranquilo, reservado, organizado. Já Lorenzo é enlouquecido, sempre a mil e aprontando alguma coisa. Por mais que eu ache o Lucas perfeito e o ame por todas as suas qualidades, vou sempre amar o Lorenzo justamente por ele ter outras qualidades e ser diferente. Nunca achei que fosse gostar de uma criança tão espoleta, hoje não consigo me imaginar sem isso!

– Lorenzo herdou algum brinquedo do Lucas?

– Lucas guardou vários carrinhos e livros para ele. Separou tudo com o maior carinho e cuidado e, um dia, foi todo feliz presentear o irmão. Em dois minutos Lorenzo começou a destruir tudo. Ele ficou arrasado, chorou, foi um horror. O menino é mesmo da ‘pá virada’. Não tem jeito, um é lorde inglês e o outro é italiano calabrês com sangue quente. (risos)

– Que tipo de mãe acredita ser?

– Sou um pouco de tudo: a superprotetora, a que se joga no chão para brincar com a criançada e também aquela mais rígida. Uma coisa é certa: se mexer com meus filhos, viro bicho. Quero que cresçam sabendo que podem contar comigo em qualquer circunstância. Estou aqui para o que der e vier.

– Fechou a fábrica mesmo?

– Disse mil vezes que não queria mais... Não sei, vamos ver. Quem sabe não tento uma menina? 

– Como se divide entre ser mãe e seguir a carreira na televisão?

– Confesso que nos últimos dois anos desacelerei, era importante seguir de perto esta fase inicial do Lorenzo. Agora vou retomar o ritmo, experimentar coisas novas, fazer cinema. O Luciana By Night é uma vitória recente. O público adora. Eu também. É um programa intimista em que posso ‘tirar’ mais do entrevistado. O papo é descontraído, light. Como não tenho vergonha de me colocar na linha de fogo, a pessoa também se sente à vontade para falar o que quiser. 

– Você sofreu críticas quando estreou o Superpop, em 2001. Ficou ansiosa com o talk show?

– Tive mais medo desta vez. Quando você não tem nada a perder, é mais fácil. No primeiro, me  joguei, não tinha um nome e se alguém falasse que eu não sabia fazer, tudo bem. Eu não sabia mesmo. Desta vez foi diferente, não dava para arriscar. Estou feliz por tudo estar dando tão certo. 

– Quem gostaria de entrevistar no Luciana by Night?

– A lista é grande: Claudia Leitte, Lula, Roberto Carlos...