Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Em Angra, Sergio Guizé realça seu mundo lúdico

O galã diz que revive a infância na novela das 6 e faz elogios à amada

por Carlos Lima Costa Publicado em 13/06/2016, às 08h15

Na Ilha, o ator de Êta Mundo Bom! fala da vida no campo e do amor por animais. - CADU PILOTTO
Na Ilha, o ator de Êta Mundo Bom! fala da vida no campo e do amor por animais. - CADU PILOTTO

Interpretar Candinho, um dos personagens centrais de Êta Mundo Bom!, tem sido especial para Sergio Guizé (36) por trazer ao ator recordações da sua infância. “Ele é o mais caipira da trama, e me divirto fazendo, pois me lembra coisas que vi, pessoas que conheci. Minha mãe nasceu no Paraná e durante minha infância e adolescência fui muito às fazendas da família. Eu me sentia à vontade, tomava leite que vinha direto da vaca...”, lembrou Sergio, que há pouco mais de um ano namora Nathalia Dill (30).

O galã vem vibrando com a repercussão positiva do trabalho. “Não podia ser melhor. A novela é lúdica, toca e dialoga com pessoas de todas as classes e idades, que falam comigo sempre com um sorriso aberto no rosto. Me emociona. Fico feliz de participar do projeto e passar essa mensagem de amor, esperança e otimismo”, destacou ele, cheio de projetos profissionais. Além da TV, onde foi protagonista de Saramandaia, 2013, e de Alto Astral, 2014/2015, Guizé dedica-se ao cinema. No momento, está nas telonas em Uma Loucura de Mulher, dirigido por Marcus Ligocki Júnior; em breve, será lançado Beatriz, de Alberto Graça (68), e, após a novela, vai à França concluir as filmagens de Tudo Bem, Tudo Bom, de Willy Biondani (55). Ele ainda canta, toca guitarra e compõe na banda de rock Tio Che, e é artista plástico nas horas vagas. Outro motivo de alegria é a relação com Nathalia.

Já pensam em morar juntos?
Ainda não. Eu e Nathalia estamos focados no trabalho. Nossos personagens são grandes e exigem muito. Tem sido prazeroso acompanhar o sucesso que ela está fazendo como a Branca de Liberdade, Liberdade. Estamos querendo construir nossa carreira profissional primeiro. Mas estamos bem e felizes. Ela é muito especial.

Nathalia participou do primeiro capítulo da novela das 6 como a mãe de Candinho. O que sentiu?
É bom saber que meu personagem carrega sempre com ele uma foto da mãe. (risos)

Já tem vontade de ser pai?
Desde pequeno existe esse desejo, mas não tenho pensado nisso. Estou focado no trabalho. Por enquanto, tenho só meu cachorro, Gustavo. Sempre gostei de animais, tive pombo, cuidei de sapo. E venho contracenando com animais. É difícil. Em Saramandaia, tive como parceiro um gavião, e, agora, um burro. Na hora de gravar, chego pedindo licença a eles.

E você é vaidoso?
Foco mais na saúde cardiovascular do que na estética. Achamos que somos invencíveis. Após os 30, a realidade bate na cara. Fico feliz pedalando na bicicleta para refrigerar os neurônios.