Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Luiza Brunet empresta seu nome a estúdio

Na ilha, ela é homenageada em um novo espaço destinado a fotos

CARAS Digital Publicado em 06/02/2015, às 10h00 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Luiza Brunet - LorenLoren
Luiza Brunet - LorenLoren

Referência de beleza e elegância, a empresáriaLuiza Brunet (52) recebeu uma homenagem de CARAS pela sua trajetória glamourosa nas passarelas. O nome da eterna top, que se tornou famosa na década de 1980 e marca inegavelmente a história da moda brasileira batizou o no vo estúdio fotográfico da Edi tora CARAS na Ilha, inaugurado pelas revistas Manequim e Máxima e que será utilizado por todas as suas publicações. “Fui convidada para ir à festa, na Argentina, quando foi celebrada a vinda da CARAS para cá. Ou seja, desde o início nós temos uma bela parceria. Sinto-me privilegiada por ter sido lembrada”, afirmou Luiza, que estampou a janela de capa na edição número 1 da revista. “Um dos grandes diferenciais deste ambiente é que estamos em um lugar lindo, um paraíso. Além disso, aqui é espaçoso, tem um quê de descontração. É maravilhoso”, acrescentou ela, para, em seguida, descerrar a placa com o seu nome e abrir o espaço. Com visual totalmente branco, da calça comprida de cintura alta com boca larga à blusa de alfaiataria, foi a própria Luiza quem recepcionou calorosamente as convidadas. “Gosto dessa coisa da mulher mais feminina, de saia, vestido, camisa bem cortada, pantalona. Não suporto ficar puxando a barra do vestido justo para baixo. Sou clássica”, explicou ela, entre as atrizes Maria Joana (28), Aline Fanju (35) e Renata Dominguez (34) e a produtora Alessandra Maia (25). “Luiza é uma diva, a nossa musa inspiradora. Suas fotos são expressivas, é muito impressionante como ela sabe se posicionar diante das lentes de um fotógrafo.Essa homenagem aqui é mais do que merecida”, elogiou  Dominguez.  Ao contrário da ex- modelo, a atriz contou que precisa incorporar um personagem para fotografar bem. “Fui aprendendo com a experiência que, se não interpretar durante uma sessão de fotos, não dá para mim”, acrescentou ela. Espirituosa e carismática, Luiza contou à mulher do diretor Edson Spinello (53) e protagonista da série da Fox Na Mira do Crime, exibida em janeiro, que já havia “tentado fazer televisão”. “Mas acredito que não seja minha praia”, disse ela, cujo último trabalho em novelas foi no remake de Anjo Mau (1997) — depois disso, chegou a fazer várias participações como ela mesma em tramas e programas globais. Em 2013, Brunet voltou à ficção no quadro Correio Feminino, do Fantástico, baseado em textos de Clarice Lispector (1920–1977). “Fui chamada sem teste”, disse ela. Como uma boa anfitriã, a empresária fez questão de levar as ilustres visitantes para fazer um tour pelo estúdio, construído ao lado do Bambuzal, um dos espaços usados para os shows e apresentações variadas ao longo das temporadas na Ilha. O grupo passou pelas araras de roupas e Luiza quis testar a luz dos equipamentos ao lado das convidadas. “Vamos lá, meninas. Juntem-se comigo para tirarmos fotos. Depois venham dar uma olhada nessas produções incríveis. Vocês já viram? Tem cada coisa linda”, entusiasmou-se a homenageada. “Luiza é e sempre será uma uma diva, precurssora do sucesso das modelos brasileiras no mercado internacional. Parece que foi colocada no formol, de tão bonita que está. O tempo não passa para ela”, elogiou Maria Joana, que começou a carreira artística também nas passarelas e, atualmente, está no ar em Malhação como a lutadora de muay thai Nat. “Fui modelo dos 14 aos 15 anos para juntar dinheiro e pagar o curso de teatro. Toda vez que entro em um estúdio como esse, lembro daquele tempo”, contou a atriz ao lado de Renata Ricci (33), que vive a garçonete e cantora Vivian da discoteca Boogie Oogie, na trama homônima das 6.