Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Criticada por magreza excessiva, atriz que já fez 'Malhação' sofre de hipoglicemia reativa

Anaju Dorigon contou no 'Encontro' como vive com doença que descobriu aos 18 anos que fragiliza sua saúde

CARAS Online Publicado em 25/07/2016, às 14h45 - Atualizado às 14h59

Anaju Dorigon - Reprodução Instagram
Anaju Dorigon - Reprodução Instagram

A atriz Anaju Dorigon respondeu no Encontro com Fátima Bernardes as críticas que sofre nas redes sociais com certa frequência.

Magra, ela já foi acusada de sofrer de anorexia, mas explicou durante participação no programa que na verdade é vítima de hipoglicemia reativa: logo após a refeição, os níveis de açúcar no sangue baixam, o que a obrigou a mudar a alimentação.

+ Anaju Dorigon, a Jade de Malhação, revela como mantém o corpo sarado

"Não gosto de chamar de doença, mas vamos usar esse nome, porque acho que fica mais fácil. Eu tinha um diagnóstico de depressão, que eu não entendia de onde vinha. Aos 18 anos, eu tive uma crise muito forte, um enjoo terrível e comecei a convulsionar. Até que eu apaguei de vez e, quando acordei, não conseguia falar nem andar. Foi um choque e me toquei que eu tinha que ir atrás para ver o que eu tinha", contou a atriz.

"Por eu não ter cuidado da maneira certa, me desencadeou depressão e síndrome do pânico. Cheguei a ter sete ataques de pânico por dia. Entendi que a minha realidade era essa. A minha escolha foi fazer um tratamento livre de medição. Resolvi me amar e amar meu corpo. Me joguei nos esportes, na corrida e ioga. Sou muito religiosa. Sempre rezo e estou em contato com o superior", disse.

Anaju, que foi um dos destaques da temporada Sonhos de Malhação, ainda revelou que as mudanças na rotina causaram perda de peso o que gerou a confusão nas redes sociais.

"Tive que fazer uma mudança radical na alimentação. Meu corpo ficou muito sensível e me tornei vegetariana. Parei de tolerar a carne. Foram nove quilos em seis meses. Meu biotipo sempre foi magrinho. Como descuidei da hipoglicemia, inchei muito, mas perdi rápido. Digo que voltei para o corpo que eu tinha", contou.