Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / RARIDADE

Paulo Ricardo é flagrado com a esposa 20 anos mais jovem em fila de lotérica

Paulo Ricardo é flagrado com a esposa em cliques raros; sorridente, ele acenou para os fotógrafos

Gustavo Assumpção

por Gustavo Assumpção

gassumpcao@caras.com.br

Publicado em 18/08/2023, às 14h03

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Paulo Ricardo é flagrado com a esposa 20 anos mais jovem em fila de lotérica - AgNews
Paulo Ricardo é flagrado com a esposa 20 anos mais jovem em fila de lotérica - AgNews

O cantor Paulo Ricardo foi flagrado nesta sexta-feira, 18, em um momento raríssimo ao lado da esposa, a fotógrafa Isabella PinheiroOs dois foram clicados juntinhos enquanto passeavam por um aeroporto.

Em uma das fotos, o casal foi flagrado na fila da lotérica pagando contas. Com looks discretos, os dois chegaram a ser fotografados abraçados enquanto empurravam suas malas pelo saguão. Felizes e sorridentes, eles também acenaram para os fotógrafos.

Paulo Ricardo e Isabella Pinheiro se conheceram nos bastidores do programa Superstar, da Globo, em 2016, mas só assumiram o romance em 2018 durante o carnaval. Vale lembrar que ele tem quatro filhos, Paola, Isabela, Luis Eduardo e Diana, frutos de relacionamentos anteriores.

Em junho, o cantor usou as redes sociais para prestar uma homenagem especial para seu filho, Luís Eduardo, que completa mais um ano de vida. O menino é fruto de seu relacionamento com Gabriela Verdeja.

Paulo Ricardo com a esposa

Paulo Ricardo com a esposa

Paulo Ricardo faz homenagem para Luiz Schiavon

O cantor Paulo Ricardo fez questão de prestar uma homenagem para o tecladista Luiz Schiavon, com quem fez uma longa parceria musical na época da banda RPM. Horas depois da notícia da morte do colega de profissão, ele compartilhou uma foto antiga deles e uma mensagem com um relato de como eles se conheceram e começaram a trabalhar juntos.

"Conheci Luiz Antônio Schiavon Pereira no verão de 79, num ensaio de um grupo cover de Deep Purple em São Paulo, cujo baterista havia sido indicação minha, meu compadre Lair. Ocorre que no meio do ensaio eles se desentenderam, divididos entre compor ou não em Português. Perguntado, disse que me parecia normal cantar em Português no Brasil, e ali a banda acabou! O tecladista então me perguntou se eu faria uma letra para uma música dele e ali começou uma parceria que, algumas bandas depois, viria a se tornar o RPM! Entre milhões de fotos escolhi esta de 1983, quando ainda éramos um duo nos moldes do Eurythmics [...]. Ficam as canções, as lembranças maravilhosas e os meus sentimentos aos fãs, amigos e familiares", escreveu em um trecho.