CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / DEU DICAS

Caso de Arthur Aguiar e Maira Cardi gera alerta de psicóloga: 'Pode ser prejudicial'

Em entrevista à CARAS Brasil, a psicóloga Cláudia Melo deu dicas para pais que vivem o mesmo dilema que Arthur Aguiar e Maira Cardi com a filha, Sophia

por Surenã Dias

sdias_colab@caras.com.br

Publicado em 02/07/2024, às 19h07 - Atualizado em 05/07/2024, às 13h27

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Arthur Aguiar e Maira Cardi viveram relacionamento entre os anos de 2017 a 2022 - Foto: Reprodução / Instagram
Arthur Aguiar e Maira Cardi viveram relacionamento entre os anos de 2017 a 2022 - Foto: Reprodução / Instagram

Criar um filho tem se tornado um desafio cada vez mais difícil, especialmente na era digital. Maíra Cardi (40) e Arthur Aguiar (35) se tornaram exemplo de como qualquer deslize pode virar um grande problema para pais e filhos, especialmente quando eles são separados. Em entrevista à CARAS Brasil, a psicóloga Cláudia Melo analisou a situação do ex-casal, que tem gerado debates em torno da filha Sophia (5).

No último final de semana, a garotinha virou destaque nas redes sociais após viralizar um vídeo no qual ela aparece brincando com o funcionário da família, quando comenta sobre o celular dele, referindo-se como "de pobre". A fala da menina, claro, deu o que falar e muitos apontaram falta de educação dos pais.

"Educar é um desafio diário. Não podemos esquecer, que a educação se dá com afeto e responsabilidade. Não podemos abrir mão das nossas experiências negativas e positivas nesse processo tão singular que é o prazer de mostrar o caminho", afirma Cláudia. 

A especialista completa avaliando o caso e explicando que casos de divergência entre os pais, é importante que tudo seja decidido e analisado de maneira mais privada, sem que terceiros tenham acessos à intimidade familiar. "É importante priorizar o bem-estar da criança e evitar expor questões familiares de forma negativa", diz.

Leia também: Maíra Cardi reflete sobre respeito após polêmica: 'Era pedir demais'

"Culpar uns aos outros publicamente ou na presença do menor, pode ser prejudicial para o mesmo, gerando conflitos e exposição desnecessária. O ideal é buscar soluções em conjunto, manter a parceria com a privacidade da família e proteger a criança de julgamentos e críticas", avalia.

Em resposta às críticas e suposições de que a garotinha estaria imitando comportamentos problemáticos dos pais, a psicóloga ofereceu orientações para que os responsáveis criem um ambiente familiar mais propício ao desenvolvimento e à formação saudável dos filhos.

"É importante oferecer um ambiente familiar saudável, ético, coerente e seguro, ser um modelo positivo de comportamento, promover o diálogo aberto sobre emoções e valores, ensinar habilidades sociais e emocionais, estabelecer limites claros e consistente", explica a especialista, que ainda afirma que a busca por profissionais também pode resolver a questão.