Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Detido

Cantor sertanejo Thales Lessa é preso após acusação em hotel

O cantor sertanejo Thales Lessa foi detido na segunda-feira, 12, sob acusação de importunação sexual

CARAS Digital Publicado em 13/02/2024, às 14h01 - Atualizado em 14/02/2024, às 09h05

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Thales Lessa - Foto: Reprodução / Instagram
Thales Lessa - Foto: Reprodução / Instagram

O cantor sertanejo Thales Lessa foi preso pela polícia de Araxá, no Alta Paranaíba, sob a acusação de importunação sexual. De acordo com o site G1, ele foi acusado por uma massagista de um hotel onde estava hospedado e a polícia foi acionada.

Logo depois do ocorrido, o artista saiu o hotel e foi detido pela polícia em uma rodovia. O cantor disse para os policiais que é cliente da área de massagem do hotel e que tem o hábito de tirar a roupa.

Em contato com o colunista Leo Dias, a equipe jurídica do artista emitiu uma nota oficial sobre o ocorrido. "No dia 12/02/2024, segunda-feira, foi veiculada em alguns meios de comunicação uma suposta acusação de importunação sexual associada ao cantor e compositor Thales Lessa. Impende esclarecer que levamos essa alegação muito a sério e estamos cooperando veementemente com as autoridades para garantir que a verdade dos fatos seja esclarecida, entendendo a importância de abordá-los de maneira transparente e responsável. No entanto, gostaríamos de afirmar categoricamente que as alegações contra Thales Lessa não refletem a verdade dos fatos. O cantor e compositor está disposto a colaborar integralmente com qualquer investigação ou processo que seja iniciado para apurar acontecimentos", escreveram. 

E completaram: "Confiamos que uma análise imparcial dos fatos evidenciará a inocência do artista e reafirmamos o compromisso com o respeito mútuo e a integridade, valores que sempre nortearam a conduta pessoal e profissional daquele. Enquanto aguardamos os resultados da investigação, reiteramos nosso compromisso com a transparência e a justiça. Continuaremos a cooperar plenamente com as autoridades e a tomar as medidas apropriadas conforme necessário". 

O julgamento de Daniel Alves

O jogador de futebol brasileiro Daniel Alves aguarda o resultado do julgamento após ser acusado de agressão sexual contra uma mulher em uma boate em dezembro de 2022. O julgamento durou três dias e aconteceu nesta semana, com os depoimentos de várias pessoas envolvidas e apresentação de evidências. Agora, a sentença é aguardada por ambas as partes.

De acordo com o site Globo Esporte, o Tribunal da Espanha não tem um prazo previsto para revelar a sentença final. A imprensa internacional estipula que a decisão pode ser revelada em até um mês. Mesmo com a sentença, as partes envolvidas ainda podem apresentar recurso, se desejarem.

Desse modo, Daniel Alves ainda não foi declarado inocente ou culpado e segue detido - ele está preso de forma preventiva desde janeiro de 2023. A previsão é que ele pode pegar até 12 anos de prisão, que é a pena máxima. A defesa dele pediu a absolvição ou uma pena com atenuantes, como a intoxicação alcóolica, já que ele bebeu ao longo daquele dia.

Portanto, os próximos passos do julgamento seguem em aberto para aguarda a sentença da juíza do caso.