atualidades Censura

Ator de 'Glee' cita censura de Bolsonaro e presidente rebate publicação

Kevin McHale usou de seu perfil oficial no Twitter para comentar o projeto 'Boy Erased'

CARAS Digital Publicado terça 5 fevereiro, 2019

Kevin McHale usou de seu perfil oficial no Twitter para comentar o projeto 'Boy Erased'
Kevin McHale criticou o País por não exibir um filme com cunho LGBTQ+ - Reprodução/Instagram

Por meio de sua conta oficial no Twitter, o renomado ator internacional Kevin McHale, que ficou conhecido por sua participação em Glee, criticou o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Segundo o astro, um filme que aborda o universo LGBTQ+ teria sido censurado no Brasil.

Com data de lançamento prevista para o dia 31 de janeiro, a obra acabou não vindo à tona. O que justificaria o acontecimento, segundo Kevin, é que o fato de o projeto Boy Erased, que conta a história de um jovem que se submete, nos Estados Unidos, a um tratamento relacionado à “cura gay”, iria contra os propósitos de Bolsonaro.

“Então começou. Boy Erased acabou de ser banido no Brasil. Bolsonaro é uma ameaça e um perigo para a comunidade LGBTQ+ no Brasil. Censurar um filme sobre os perigos da terapia de conversão é só o começo”, chegou a escrever o astro.

Em resposta, o presidente da República usou as redes sociais para se posicionar sobre o tema, que, em poucas horas, tomou uma grande proporção na web. Para Jair, a acusação foi algo totalmente sem embasamento, por isso considerou os ataques de McHale uma mentira.

“Fui informado de que um ator americano está me acusando de censurar seu filme no Brasil. Mentira! Tenho mais o que fazer”, disse ele, por meio de sua conta oficial no Twitter.

 

Último acesso: 20 Sep 2020 - 23:23:00 (312755).

TV CARAS