Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Drica Moraes e o pequeno Mateus

Mateus motiva recuperação

Redação Publicado em 28/09/2011, às 12h24 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Drica Moraes: passeio com Mateus - André Freitas / AgNews
Drica Moraes: passeio com Mateus - André Freitas / AgNews

Um ano e três meses após se submeter com sucesso a um transplante de medula óssea, Drica Moraes (42) vem mostrando que já tem uma rotina que se aproxima da que levava antes de descobrir a leucemia, em fevereiro de 2010. Os cabelos estão mais compridos e os pequenos atos, como um simples passeio pelo bairro carioca da Gávea com o filho, Mateus (3), se mostram mais constantes. E os projetos profissionais da atriz também começam a virar realidade. Após ter feito participações especiais na novela Ti Ti Ti e na série A Grande Família, ela já dedica-se ao espetáculo A Beautiful View. Com direção de Enrique Diaz (42) e texto do canadense Daniel MacIvor (49), a peça deve estrear no início de 2012. Drica sempre enfatiza que deve muito da sua recuperação ao amor pelo filho. “Sou uma mãe 24 horas por dia. E hoje tudo que é vital veio de pessoas que não conheço: o meu filho, que é adotado, e a minha medula, de um doador anônimo”, costuma dizer ela.

Mesmo durante todo o processo de tratamento, em que chegou a perder o cabelo, a atriz nunca deixou de participar da rotina do menino. Passado os piores momentos de sua luta, hoje Drica já fala com naturalidade sobre a fase em que o câncer foi diagnosticado. “É uma notícia de morte. Mas tive muita sorte no momento histórico da minha doença. É difícil encontrar um doador, mas se a gente estivesse aqui há dez anos, seria impossível”, constata ela, que já contou em entrevistas viver uma nova realidade. “Hoje sou uma mistura com o meu doador. Tenho que ser essa pessoa aí”, completa. Apesar da volta à normalidade, ela conta que ainda enfrenta algumas restrições em seu dia a dia. “Não posso colocar botox, pintar o cabelo, unha. Vou fazer o quê? Ficar triste? Eu me acho bonita assim mesmo, eu me gosto”, enfatiza.