Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / REVELAÇÕES

Ex-apresentadora infantil, Mariane perde o irmão no dia de seu casamento: "Não sei como"

Mariane perde o irmão no dia de seu casamento; cantora relatou o drama que viveu em publicação

Gustavo Assumpção

por Gustavo Assumpção

gassumpcao@caras.com.br

Publicado em 13/08/2023, às 19h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ex-apresentadora infantil, Mariane perde o irmão no dia de seu casamento: "Não sei como dizer" - Reprodução/ Instagram
Ex-apresentadora infantil, Mariane perde o irmão no dia de seu casamento: "Não sei como dizer" - Reprodução/ Instagram

Ex-apresentadora infantil de várias emissoras, Mariane Dombrova comoveu os fãs ao contar que viveu um momento dramático neste final de semana. É que ela perdeu o irmão, Cristiano Dombrovano exato dia em que subiu ao altar.

Em um desabafo nas redes sociais, ela prestou uma tocante homenagem e tranquilizou os fãs sobre a situação."Meus queridos amigos, na verdade, não sei nem como dizer o que está no meu coração. Sexta, me casei. Estava celebrando a vida enquanto meu irmão Cristiano Dombrova se despedia dela".

A apresentadora disse que conseguiu se despedir do irmão no velório que aconteceu no dia seguinte. Apesar de não ter revelado a causa da morte, ela disse que o irmão lutava contra complicações de uma doença neurológica. 

Cristiano Dombrova trabalhava nos bastidores da televisão. Ele trabalhou como editor de imagens do Jornal Hoje, da TV Globo. Sandra Annenberg, Evaristo Costa e Glenda Kozlowski  lamentaram a morte do profissional nas redes sociais - ele era muito querido pelos colegas de trabalho.

Veja:

Morre MC Kátia, uma das pioneiras do funk carioca

A cantora MC Kátia morreu aos 47 anos neste domingo, 13, em um hospital do Rio de Janeiro. Sua partida ocorreu poucos dias depois de passar pela amputação de uma parte da perna, em decorrência de complicações de uma cirurgia para retirada de um mioma no útero. Além disso, a artista apresentava diversas outras condições de saúde. 

Reconhecida como uma das precursoras do funk carioca, a notícia de seu falecimento foi confirmada por sua filha, Michele Marques em uma conversa com o G1: “Ela morreu por volta das 16h. Não resistiu", disse a herdeira da cantora, que ganhou destaque nacional com canções do gênero como “Ah ta, vai me pegar” e “Sou boneca”.