Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Giovanna Antonelli explica como conquistou as curvas que exibe na TV

Giovanna Antonelli conta como foi sua reeducação alimentar para 'Salve Jorge' e fala sonho de nova gravidez

Redação Publicado em 13/03/2013, às 03h05 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Destaque da novela das 9 como a delegada Heloisa, a atriz conta que fez uma grande preparação para o papel, da dieta detox ao aprendizado com a rotina de uma policial. - César Alves
Destaque da novela das 9 como a delegada Heloisa, a atriz conta que fez uma grande preparação para o papel, da dieta detox ao aprendizado com a rotina de uma policial. - César Alves

Destaque de Salve Jorge como a delegada Heloisa, Giovanna Antonelli completa 37 anos na segunda-feira, dia 18, com muita serenidade e sem o menor sinal de crise. “É zero! Se não me aceitar, ninguém fará isso por mim. Me sinto feliz, não mudaria nada, está tudo ótimo. Escolhi uma carreira na qual posso envelhecer e continuar trabalhando, talento ninguém tira. Minha meta é crescer mais na profissão. Rugas são consequências dos anos vividos, chegam para todos”,  minimizou ela, que irá festejar com o marido, Leonardo Nogueira (34), diretor geral de Flor do Caribe, as gêmeas Antonia e Sofia (2), filhas do casal, e Pietro (7), primogênito dela, da união com Murilo Benício (41). A fase de bem com a vida não é à toa. A atriz vem recebendo constantes elogios pela atuação e pela boa forma exibida na trama das 9. E credita isso à dieta detox, que elimina ítens da alimentação como lactose e proteínas, ministrada por uma chef especializada em comida crua. Antes de começar a gravar a novela, Giovanna, que não revela o peso, perdeu cerca de 5 quilos em um mês. “No primeiro momento, fiz uma desintoxicação, uma reeducação alimentar. A intenção era entrar em uma dieta de malhação para dar um shape a Helô”, explicou. Por gostar do resultado, manteve o cardápio por mais um tempo. “Com a mudança de pequenos hábitos, a pele, o corpo e a saúde melhoraram. Agora, em uma semana por mês faço a detox para dar uma limpada”, ensinou.

Para criar a delegada Heloisa, Giovanna passou ainda por um workshop intenso, da vivência em delegacias a palestras sobre o tráfico internacional de pessoas. “Foi a parte mais difícil, realmente é uma barbaridade. O texto da Glória Perez é rico e eu posso brincar bastante com a personagem. Me aprofundei no universo das delegadas, dessas mulheres que seguram uma arma, mas que são lindas, jovens, superfemininas, têm cabelos incríveis, se cuidam. Helô nasceu de uma grande mistura dentro de tudo que a gente viu e ouviu”, analisou Giovanna, que, em Salve Jorge, festeja duas décadas de novelas. “Sou caxias, quando tenho meta, vou com tudo. Mas além da dedicação, tive sorte. Helô fecha esse ciclo para começar um outro de grandes personagens”, observou a atriz, que estreou em Tropicaliente. Mesmo mais madura, ela enfatiza que continua moleca e sonhadora, igual há 20 anos. “Com criança pequena fica mais fácil relembrar a infância. A todo momento trabalho meu lado lúdico, tem a ver com a minha arte”, disse ela que, além de atuar, busca novos caminhos profissionais. Nos últimos anos, lançou linha de esmaltes, joias, óculos e, em abril, vai inaugurar clínica de estética, em Volta Redonda, RJ, em sociedade com o marido e dois médicos.

– O que mudou em sua vida com as gêmeas?

– Descobri que nasci para ser mãe de menina (risos), esse mundo cor-de-rosa é incrível. Elas trazem uma delicadeza que, às vezes, no dia a dia, por ter uma vida tão dinâmica, a gente esquece.

– Como é a Giovanna mãe?

– Nunca levantei a mão para um filho, sou do diálogo, mas dou limites. Gosto de regime militar e da cadeirinha do pensamento. Antonia e Sofia já sabem quando a outra fez algo errado e falam ‘mamãe, bota ela na cadeira’. Após 30 segundos já pode sair. Com Pietro, a técnica é contar até três. Mas ele sempre foi educado. Aliás, Pietro é o ídolo das irmãs, que falam para ele: ‘Você é o amor do meu coração’. Os três vivem correndo pela casa brincando. É um barato, é o som da felicidade.

– É complicado administrar trabalho, casa, filhos e marido?

– Me desdobro. Todos já entenderam que mamãe vai trabalhar. Nunca saí escondida ou deixando filho chorando. Tudo é na base da conversa. Me esforço para estar presente na rotina deles. Família é a minha prioridade. Poucas coisas nos tiram de casa. Leo até gosta mais de sair do que eu. Às vezes, fica agoniado com minha vontade de não ir para a rua. Jantar fora é o auge do meu programa. Nunca fui de balada, não tenho paciência.

– A chegada das gêmeas mudou algo no casamento?

– Sempre quisemos uma família, conquistamos a meta, é a realização do sonho. E o Leo é um parceiro. Para todos que se dispõem a viver um casamento, a regra é parceria. De outra forma, a relação não sobrevive, é premissa básica.

– E você quer ser mãe ainda?

– Se pensar que nessa encarnação, se é que existe outra, não vou gerar de novo uma criança, sinto uma frustração grande. É um sonho, daqui a dois ou três anos, engravidar de um último filho. Leo adoraria ter um menino, mas o que Deus der, se der, vai ser bom.