Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Revista / AVENTUREIRO

Bruno de Luca quer programa na Globo após construir família: "Tomara"

Em entrevista à revista CARAS, Bruno de Luca revelou desejo de levar a família em suas aventuras pelo mundo

Bruno de Luca está no ar há mais de 15 anos com o programa Vai pra Onde?, no Multishow - FOTO: MARIANA SALLES
Bruno de Luca está no ar há mais de 15 anos com o programa Vai pra Onde?, no Multishow - FOTO: MARIANA SALLES

O apresentador Bruno de Luca (41) revelou que tem a intenção de iniciar um projeto ao lado de sua família na TV Globo. Em entrevista à revista CARAS, o artista contou que o nascimento da filha fez ele ter ideias criativas para a televisão. 

Há mais de 15 anos com o programa de viagens Vai pra Onde?, no Multishow, Bruno disse que um dia gostaria de levar a esposa Sthéfany Vidal (30) e a filha Aurora, para curtir uma aventura em família.

“Tenho conversado com o Multishow e com a Globo sobre isso. Eu sempre quis viajar de motorhome, mas achava muito pouco eu sozinho numa casa de rodas. Agora que tenho a família, quero fazer”, revela ele, que já fez uma temporada exclusiva apenas com Sthéfany, intitulada Vai pra Onde, Mozão?.

“O programa sempre acompanhou as fases da minha vida. Comecei em 2007, de mochileiro, depois fui mudando, conquistando coisas, passei para albergue, depois hotel, acampamento, então sempre foi acompanhando a minha vibe do momento de vida. Tomara que role o projeto”, torce.

Leia também: Bruno de Luca realizou tratamento para ser pai: "Eu estava infértil"

Vale destacar que a última temporada do Vai pra Onde? foi gravado na Disney, em Orlando, nos EUA. Para Bruno, a experiência foi enriquecedora e mostra o seu comprometimento em entregar um bom produto para o público. 

“Acho que essa temporada do Vai pra Onde? na Disney é única! O programa está perfeito, a gente mostra os melhores brinquedos, entrevistas exclusivas. É impressionante como eles são organizados e pontuais. A gente chegava ao parque às 4h da manhã para os cachorros revistarem todos os nossos equipamentos e mochilas e a gente começava a gravar muito cedo para não incomodar os visitantes”, explica.