Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

PFW: Protesto, polêmica e delicadeza no terceiro dia

A quinta-feira da semana de moda de Paris foi marcada pelo ativismo do grupo Femen, discussões nas redes sociais sobre o peso das modelos e questões raciais, além da volta do glamouroso lamê

CARAS Online Publicado em 26/09/2013, às 20h31 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Paris fashion Week 3 dia - Getty Images/Marcio Madeira
Paris fashion Week 3 dia - Getty Images/Marcio Madeira

A quinta-feira, 26, em Paris foi agitada. Protesto, polêmica e delicadeza marcaram o terceiro dia da semana de moda francesa.

+ PFW: Minimalismo chique e japonismo marcam o segundo dia

+ Mulheres invadem o desfile de Nina Ricci na Paris Fashion Week para protestar

Logo pela manhã, o desfile da Balenciaga mostrou que Alexander Wang à frente da marca tem imprimido seu estilo. A desconstrução esportiva ganhou ares luxuosos, a alfaiataria materiais de primeira e o peplum do inverno virou verão.

Em seguida, a Carven misturou camuflagem e florais, saias longas com shorts, e obteve sucesso. Tudo muito fresh, jovial.

A coleção da Balmain apostou no jeans como matéria-prima e trouxe luxo ao denim com bordados de pérolas, patchwork tricotado, brocados. Destaque para a jardineira usada com uma jaqueta bomber e os estampados de pied de coq.

O feminismo de Nina Ricci em babados, plissados, vestidos esvoaçantes, transparências, prints florais, microcomprimentos, longos, brancos, tons esmaecidos, uma imagem romântica e delicado para o verão 2014. Nem o protesto das ativistas do Femen ofuscou o bom desfile da marca.

Rick Owens foi assunto nas redes sociais com a hashtag #pfw. O estilista selecionou um grupo de dançarinas plus size para mostrar sua coleção de vestidos drapeados e amarrações na cintura. A apresentação animada pela dança tribal reascendeu a polêmica sobre o peso das modelos e a questão racial, muitas das dançarinas eram negras.

Por fim, a Lavin trouxe o glamour do lamê. O roxo, azul, bronzeado, ouro e prata abrilhantaram macacões, vestidos e smokings. Teve vestido plissado de cintura deslocada bem anos 20 e também smoking tipo Studio 54, bem anos 70.