Eventos One Day Golf

LUCIELE DI CAMARGO COM DÚVIDAS NO AMOR

No Acqua Lounge Fiat, Luciele busca novos horizontes para sua vida, apesar de ainda ter uma ligação sentimental com o ex, o ator Júlio Rocha
No Acqua Lounge Fiat, Luciele busca novos horizontes para sua vida, apesar de ainda ter uma ligação sentimental com o ex, o ator Júlio Rocha


SOLTEIRA HÁ CINCO MESES, A CAMILA DE PÁGINAS DA VIDA REVELA SONHOS E INCERTEZAS

por Cláudio Uchôa Nos últimos cinco meses, Luciele Di Camargo (29) vem aprendendo a conviver com a solidão. Mas em nenhum momento sentiu-se só. O que parece ser uma contradição, na verdade, realça uma fase em que descobertas e vitórias convivem com dúvidas existenciais. Exultante com seu primeiro grande papel na TV, após participações em Mulheres Apaixonadas e Celebridades, a irmã caçula de Zezé Di Camargo (44) e Luciano (33) vem brilhando como a Camila de Páginas da Vida. "Meu desejo desde pequena era ser atriz. Na verdade, ainda não sei se tenho talento, mas tenho vocação. E esta novela foi realmente um diferencial em minha carreira", conta, empolgada. "Quero emendar em outro trabalho", acrescenta, sem planos de tirar férias após o fim da trama, em março. O discurso cheio de certezas se transforma quando a atriz fala de sua vida pessoal. Solteira há cinco meses, após o fim de um namoro de oito anos com o ator Júlio Rocha (27), Luciele admite que sofreu um baque, apesar de o fim ter sido amigável. "Vivíamos momentos diferentes com agendas difíceis de conciliar", explica ela, confessando que não pôs um ponto final na questão em sua cabeça. "Estou me redescobrindo", justifica. - Como é estar solteira? - Ainda vivo o momento de procurar respostas, de olhar para dentro de mim e saber melhor quemé a Luciele. Sempre me via com alguém ao meu lado. Agora é a hora de me encontrar, de me buscar. - Foi difícil superar o fim? - Foi uma surpresa. Acreditava que o relacionamento era para sempre. Não sei se vamos nos reestruturar, nos reencontrar. Temos amor, respeito, carinho. É recíproco. Só não estamos juntos. - Então há chance de vocês se reconciliarem? - Não sei... O tempo dirá. Somos um grãozinho de areia neste mundo. Gosto de ter o controle da minha vida e sei que às vezes a gente perde. Mas estou feliz. Júlio é, foi e será um marco na minha vida, independentemente do futuro. Sinto como se tivéssemos dez filhos. - Vocês continuam se vendo? - Já nos vimos. Um se preocupa com o outro, temos carinho... - Mas vocês não voltam e nem desligam. Isso não pode ser ruim? - Não me faz mal. Estou muito tranqüila. Quando você tem amor por uma pessoa, é difícil mesmo de desligar. Não tem porque não falar ou não se preocupar. - E vocês 'ficam'? - Não me complica (risos)... - Você disse que às vezes perde o controle da vida. É isso que vem sentindo agora... - Quando você quer algo, mas não sabe o que é, vale tudo: perder o controle, reencontrar o controle (risos). O importante é que estou muito feliz. Me sinto realizada. E, independentemente do lado pessoal, o profissional vem suprindo todas as minhas necessidades. É realmente um momento de busca. - Por que pessoas que se gostam não conseguem ficar juntas? - Quem descobrir isso ficará bilionário.É a resposta que todo ser humano busca. - É possível um amor para sempre ou há um limite de tempo? - Acredito em amor e cumplicidade. Pode ser eterno de diferentes formas. Juntos ou separados. - A solução seria um casamento menos tradicional, aberto? - Não, eu sou tradicional. Não concebo filho criado sem pai e mãe presentes. É o que quero para mim. - Não quer um novo amor? - Tudo tem sua hora. Não busco e não me fecho. O que tiver que ser, será. E será bonito! - Você sentiu solidão nestes cinco meses? - Mas ela foi fundamental. A solidão aguça todos os sentidos. Ela foi uma companheira, ajudou a me descobrir. Fiquei mais sensível. - E o que você descobriu? - Por exemplo, sempre achei que era ruim com as palavras. Não sabia me expressar com elas. E me descobri quase uma poeta. Venho escrevendo devaneios, pensamentos. É bacana saber que sei me expressar através da escrita. Outro dia peguei chuva sozinha. Há oito anos não sabia o que era isso. Era acordar e me preocupar com o outro. - E você pretende publicá-los? - É um desabafo da alma. É muitoíntimo, por isso não penso em compartilhar com ninguém agora. Talvez mais para frente. - E uma parceria com Zezé? - Não... Zezé escreve tão bem... Faz coisas lindas. - E os planos profissionais? - Estou lendo textos de teatro, roteiros de cinema. Quero ver o que o futuro me reserva e emendar em outro trabalho. Agradecimentos: Coca-Cola, Colcci, Espaço Fashion, Ki Corpo, Triton; Coordenação de produção: Claudio Lobato; Produção: Mirian Fonseca; Beleza: Duh. FOTOS: MARIANA VIANNA, NÉLIO RODRIGUES E PAULO JABUR

Mais Notícias

sexta 26 janeiro, 2007
sexta 26 janeiro, 2007
sexta 26 janeiro, 2007
Atualizado sexta 26 janeiro, 2007 (104850) | 20/05/2019 15:57:55

Mais conteúdo sobre:

CARAS Recomenda

  1. Em SP, dentistas celebram nova tecnologia
  2. Dubai é repleta de atrações para todos os gostos
  3. Galãs celebram a moda de Ricardo Almeida

Receba em Casa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Fãs pedem para Luisa Sonsa engravidar e cantora responde
  2. 2 Giovanna Ewbank com seios volumosos e barriga sarada
  3. 3 Rodrigo Santoro cita poema em declaração pública a Mel
  4. 4 Sophie Turner comenta ‘rompimento relâmpago’ com Joe Jonas
  5. 5 Família Real aproveita dia no parque projetado pela Duquesa
  6. 6 Amaury Jr. celebra sua reestreia na RedeTV com festa luxuosa
  7. 7 Após compartilhar foto seminus, Xuxa e Junno são atacados
  8. 8 Cabelo de Sansa Stark traz significado importante para série
  9. 9 Emilia Clarke comenta final trágico de Daenerys em GOT
  10. 10 Após polêmicas, apresentador da Record manda indireta