Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Crime

Marina Silva se pronuncia sobre assassinato do sobrinho-neto: ‘Vítima'

Sobrinho-neto da ministra Marina Silva foi assassinado aos 19 anos no Acre e ela se pronuncia

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 07/02/2024, às 09h22

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Marina Silva - Foto: Getty Images
Marina Silva - Foto: Getty Images

A ministra do Meio Ambiente Marina Silva está de luto pela morte de um integrante de sua família. Nesta semana, ela anunciou que seu sobrinho-neto Cauã Nascimento Silva morreu aos 19 anos de idade ao ser assassinado no Acre.

Em um post no X, antigo Twitter, ela lamentou a morte do rapaz e criticou a criminalidade.

"Com imenso pesar e dor, recebo a notícia de que meu sobrinho-neto Cauã Nascimento Silva, de 19 anos, foi assassinado nesta terça-feira (6/2) em Rio Branco, no Acre. Cauã foi vítima da criminalidade que destrói vidas principalmente de jovens de bairros da periferia do nosso país. Que Deus sustente e console nossa família", disse ela. 

De acordo com o site G1, o crime aconteceu na tarde de terça-feira, 6. Cauã foi atingido por três tiros depois que homens invadiram sua casa no bairro Taquari, no Segundo Distrito. O Samu foi até o local, mas o rapaz morreu antes da chegada do resgate. Agora, o caso é investigado pela Polícia Civil. 

Morte do ex-presidente do Chile

O ex-presidente do Chile Sebastian Piñera morreu aos 74 anos nesta terça-feira, 6. Ele foi vítima de um acidente de helicóptero na cidade de Lago Ranco, na região central do Chile.

De acordo com o jornal La Tercera, ele estava pilotando a aeronave, que caiu dentro de um lago. Ele estava com outras três pessoas a bordo, e elas sobreviveram. Porém, ele faleceu.

O corpo dele foi retirado da água pela equipe de resgate e levado até a margem do lago.

Quem foi Sebastian Piñera?

Sebastian Piñera estudou economia na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e ajudou a implantar o cartão de crédito no Chile. Ele se tornou presidente do Chile em 2010 e foi reeleito em 2018. Ele também tinha ações em várias empresas.

De acordo com a Forbes, ele tinha uma fortuna de US$ 2,7 bilhões - cerca de R$ 13 bilhões.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!