Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

U2 empolga vips no Chile antes de vir ao Brasil

Vibração do novo par Kika Martinez e Guilherme Winter, com Guilhermina e Maria Helena

Redação Publicado em 30/03/2011, às 18h41 - Atualizado em 17/04/2011, às 17h50

O novo casal Kika Martinez e Guilherme Winter com Guilhermina Guinle, Andréa Richa, Maria Helena Chira e o marido, Marcelo Pellegrini, diante da estrutura acima do palco. - CAIO GUIMARÃES
O novo casal Kika Martinez e Guilherme Winter com Guilhermina Guinle, Andréa Richa, Maria Helena Chira e o marido, Marcelo Pellegrini, diante da estrutura acima do palco. - CAIO GUIMARÃES
Quando os primeiros acordes de Beautiful Day foram ouvidos no Estádio Nacional, a noite de Santiago, capital do Chile, se fez mais bonita e a emoção tomou conta dos cerca de 80000 fãs que assistiam inebriados ao U2 abrir a etapa sul-americana da espetacular turnê 360º, na sexta-feira, dia 25. Colegas na recém-encerrada Ti Ti Ti, os atores Guilherme Winter (31), que curtiu o show ao lado de sua nova namorada, a apresentadora Kika Martinez (29), Maria Helena Chira (27), com o marido, o produtor musical Marcelo Pellegrini (43), e Guilhermina Guinle (36), acompanhada da amiga e também atriz Andréa Richa (46), foram "hipnotizados" pelo carisma de Bono (50) nos vocais, pela técnica apurada de The Edge (49) na guitarra, pelo vigor do baterista Larry Mullen Jr. (49) e pela base sólida do baixista Adam Clayton (51). Empolgados, eles se surpreenderam com a performance dos irlandeses no magnífico palco sob uma moderna estrutura que lembra uma aranha futurista. "Achei incrível, a começar pela parte estética. Esse palco é maravilhoso, muito bem pensado. Só vendo ao vivo para entender a grandiosidade disso tudo", elogia a bela Kika, observada pelo amado. "A voz do Bono está maravilhosa, 'limpa'. Todos estão em grande forma. Acho que agora eles se divertem com essa questão da parte estética do show", emenda Guilherme, que elegeu a interpretação de Sunday Bloody Sunday como o momento mais emocionante da noite. Habituée dos shows do U2 - este, a convite da TAM, foi o quarto a que assistiu -, Guilhermina não escondia a emoção ao ver novamente ao vivo uma de suas bandas preferidas. "Eu amei o show, já é o quarto que vejo, mas esse realmente é especial. Fiquei louca quando vi o palco, essa estrutura, a iluminação, o telão e a maneira como ele foi dirigido, com a escolha das músicas. Pensei que fosse ver mais uma apresentação do U2, que já é ótimo, mas vibrei com cada detalhe. Eles estão em um momento especial. Me emocionei muito em diferentes etapas da apresentação, quase não acreditei", diz ela, se referindo, entre outras coisas, ao telão cilíndrico que permitia ao público ver o show de qualquer parte do estádio e que se movimentava para cima e para baixo. "A parte estética é maravilhosa, de uma importância incrível, mas não adianta nada ter essa parafernália toda sem uma banda espetacular, se você não tem o Bono", completa a atriz, que já se prepara para gravar a série O Astro, inspirada na novela homônima. Tão surpresa quanto a amiga, Andréa era só elogio aos músicos. "Nossa, eu já era fã, mas agora estou completamente rendida", comenta. Enquanto Bono exercitava todo seu carisma em canções consagradas como Mysterious Ways, Elevation, Pride - In the Name of Love, I Still Haven't Found What I'm Looking For, One e With Or Without You, Maria Helena e Marcelo faziam coro para o cantor da arquibancada vip. "Achei essa apresentação surreal, curti muito. A gente adora U2. Acabou o show e eu já queria outro", conta a atriz, empolgada. "Essa é a última grande banda de arena, a única que pode fazer um show desses hoje em dia. Você vê que eles já são cinquentões, mas ainda gostam de tocar rock, pop, gostam de cantar para milhares de pessoas e estão se divertindo", diz Marcelo sobre o grupo que se apresenta em SP nos dias 9, 10 e 13 de abril.