Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Revista / Entrevista

Douglas Silva vê a filha, Maria Flor, seguir seus passos na TV: ‘Muito feliz'

Em ensaio fotográfico exclusivo na Revista CARAS, Douglas Silva e Maria Flor falam sobre a sintonia na família e no trabalho na novela Fuzuê

Douglas Silva e sua filha, Maria Flor Samarão, em entrevista na Revista CARAS - FOTOS: MARCIO FARIAS; AGRADECIMENTOS: IMPULSO PARK
Douglas Silva e sua filha, Maria Flor Samarão, em entrevista na Revista CARAS - FOTOS: MARCIO FARIAS; AGRADECIMENTOS: IMPULSO PARK

O ditado diz que filho de peixe, peixinho é. E Maria Flor Samarão (11) confirma a máxima! A primogênita de Douglas Silva (34) seguiu os passos do pai e estreou como atriz. Agora, acordar cedo em um sábado para dar entrevista faz parte da nova realidade da pré-adolescente. Em dia de folga das gravações da novela global das 7, Fuzuê, na qual eles interpretam pai e filha, eles conversaram com CARAS e se divertiram no Impulso Park, no Rio. Apesar de encarar responsabilidades, ela está amando a fase. “Não está sendo tão cansativo, está mais que antes, mas também não está sendo chato, porque quero isso de verdade. Não vejo como uma obrigação, e sim como um momento de lazer também, porque gosto”, afirma ela.

Elogiada desde sua aparição em vídeos que fez para o pai durante a participação dele no Big Brother Brasil 22, Maria passou nos testes para atuar na novela Vai na Fé, mas, por conflitos com os horários da escola, não conseguiu integrar o elenco. “Mas que bom que deu certo em Fuzuê, porque estamos juntos. Essa novela vai marcar a nossa vida. É o primeiro trabalho dela na TV, junto comigo ainda, então é muito significativo”, celebra o ator, que não esconde a admiração que sente pela herdeira. “É incrível
ver o quanto ela é capaz e está apta para atuar. O mais surreal é que ela não fez curso, então tem o DNA, é a veia artística”, observa.

Comunicativa desde pequena, Maria já teve fases mais intensas em redes sociais, mas, agora, está mais calma. Com quase meio milhão de seguidores em seu Instagram, a jovem produz conteúdo no tempo dela. “Ela tem uma ferramenta boa para trabalhar, que pode impulsioná-la para o que ela almeja na vida. Não sei como estão as expectativas dela para o futuro, estou aqui para apoiá-la em tudo. Lembro de ela falar que queria ser pediatra, agora está como atriz, mas ela pode ser as duas coisas se quiser”, avisa Douglas. “No momento, prefiro priorizar a vida de atriz. Estou adorando! Eu nunca vi isso como meu sonho, só que com essa novela tocou alguma coisa no meu coração e eu falei: é isso! Eu encontrei o que quero fazer para o resto da vida”, afirma a novata.

Douglas Silva e sua filha, Maria Flor Samarão, em entrevista na Revista CARAS

Assim como a filha, Douglas também começou a atuar ainda criança, no filme Cidade de Deus, mas suas realidades são diferentes. “Eu vim de uma comunidade, a Kelson’s, na zona norte do Rio. Minha mãe tinha cinco filhos, era solteira, com dois empregos para conseguir alimentar seis bocas. Então, minhas prioridades e pensamentos eram diferentes. A Maria é uma criança que nasceu na Barra da Tijuca, é patricinha, herdeira sabe? Então, as condições dela, as necessidades são totalmente diferentes”, explica o patriarca, que, apesar de estar adorando a empolgação da primogênita, tem a preocupação para que ela não perca fases importantes da vida. “Se ela é criança, tem que viver como tal. Se é pré-adolescente, tem que ser pré-adolescente, para que, mais tarde, não seja uma pessoa frustrada e cheia de problemas porque não viveu tudo o que tinha que viver”, reflete.

Esse cuidado é só um traço de como o artista exerce a paternidade. Casado com a psicóloga Carol Samarão e ainda pai de Morena (3), ele é amoroso, cuidadoso e divertido. “Eu nunca pensei em ter família, em ter filha, em casar, tudo foi acontecendo e eu fui gostando. Nunca pensei em ser pai, porque eu não tenho pai, não conheço o meu”, revela. A ausência paterna em sua vida faz com que ele queira dar para Maria e Morena o que não teve. “Eu tento estar sempre presente na vida delas, ser um ótimo marido para a minha mulher. Mas eu falho em várias situações, falho como pai, como marido, como filho, como amigo, essa é a realidade da gente, ninguém é perfeito. Mas são com essas falhas que a gente aprende. Como pai, acho que tenho saldo positivo”, avalia.

Sem referências paternas, o carioca segue o seu coração na criação das herdeiras. “Sou o segundo filho de cinco, então, cuidei dos menores, ali foi meio que uma escola para mim”, explica. Tem dado certo, já que a primogênita é só elogios. “Ele é pai, é superprotetor, mas é, acima de tudo, meu amigo. Minha referência”, declara Maria. Agora, além disso tudo, eles ainda são colegas de trabalho. Para a estreante, tê-lo ao seu lado tem sido fundamental. “É importante, porque como sou nova na área, se tenho alguma dúvida posso perguntar para ele”, diz a jovem, sem se preocupar com pressões. “Eu tinha isso logo quando comecei, mas depois percebi que é normal errar. Podem me cobrar por eu ser filha do meu pai, mas eu não sinto essa cobrança”, esclarece.

Fã nº1 da filha, Douglas fica admirado com a presença dela no set. “A gente quer sempre o melhor para
os filhos. Ver que Maria está gostando de tudo o que está fazendo, me deixa feliz e honrado”, finaliza. 

Douglas Silva e sua filha, Maria Flor Samarão, em entrevista na Revista CARAS

Douglas Silva e sua filha, Maria Flor Samarão, em entrevista na Revista CARAS

Douglas Silva e sua filha, Maria Flor Samarão, em entrevista na Revista CARAS

Douglas Silva e sua filha, Maria Flor Samarão, em entrevista na Revista CARAS

FOTOS: MARCIO FARIAS; AGRADECIMENTOS: IMPULSO PARK

View this post on Instagram

A post shared by CARAS (@carasbrasil)