musica Eita!

Katy Perry perde caso judicial após acusação de plágio pelo single 'Dark Horse'

Em 2015, a cantora Katy Perry foi acusada de plágio pelo single 'Dark Horse' e esse ano o caso chegou ao fim

CARAS Digital Publicado terça 30 julho, 2019

Em 2015, a cantora Katy Perry foi acusada de plágio pelo single 'Dark Horse' e esse ano o caso chegou ao fim
Katy Perry - Reprodução/Instagram

Na última segunda-feira, 29, o caso judicial da cantora Katy Perry e o compositor Max Martin chegou ao veredito de que a faixa Dark Horse, terceiro single do álbum Prism, é uma cópia indevida do rap cristão Joyful Noise.

Marcus Gray e mais dois co-autores da faixa original processaram a compositora cinco anos atrás e a decisão do júri veio a tona apenas este ano. Katy, Max e o produtor Dr. Luke terão que pagar uma multa por infringir as leis de direitos autorais, a quantia será decidida pelo tribunal.

“Eles estão tentando criar blocos básicos de música, o alfabeto musical que deveria estar disponível para todos”, argumentou a advogada da cantora, Christine Lepera.

Também argumentaram que nem Dr. Luke ou Katy ouvem música cristã e nunca teriam ouvido aquela faixa antes. Enquanto os advogados de Marcus rebateram ao informar que Joyful Noise tem mais de um milhão de visualizações no YouTube e Spotify, e o álbum na qual a faixa faz parte foi nomeado ao Grammy, além da artista ter começado sua carreira no gênero cristão.

Compare as duas faixas, Joyful Noise e Dark Horse, aqui e aqui!

Último acesso: 05 Aug 2020 - 18:47:20 (324984).