Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Reynaldo Gianecchini retorna à TV cheio de força e entusiasmo

No Castelo de CARAS, após superar o câncer, o galã celebra 'Guerra dos Sexos' com Mariana Ximenes e Guilhermina Guinle

Redação Publicado em 18/09/2012, às 11h29 - Atualizado em 19/09/2012, às 01h03

Companheiros de elenco na trama global e amigos na vida real, os astros relaxam na secular propriedade às vésperas da estreia. - Martin Gurfein e Victor Sokolowitz
Companheiros de elenco na trama global e amigos na vida real, os astros relaxam na secular propriedade às vésperas da estreia. - Martin Gurfein e Victor Sokolowitz

Aclamada como um dos marcos da teledramaturgia brasileira por conta do elenco estrelado, cenas memoráveis, roteiro e direção impecáveis, a novela Guerra dos Sexos conquistou uma fiel legião de fãs em 1983 e, muito em breve, voltará a fazer barulho. O remake que estreia dia 1º de outubro, segue a mesma fórmula de sucesso e marca a volta de Reynaldo Gianecchini (39) à TV, após vencer a luta contra um raro tipo de câncer — uma conquista pessoal celebrada com muito entusiasmo e emoção por todo o elenco. “Estou com um gás novo e cheio de vontade de atuar. Fazia tempo que não me divertia tanto em um trabalho”, vibra o galã paulista.

Durante a temporada 2012 do Castelo de CARAS, em Tarrytown, a cerca de 40 minutos de New York, Giane compartilhou a alegria com duas companheiras de elenco e amigas pessoais, as atrizes Mariana Ximenes (31) e Guilhermina Guinle (38). “Giane é meu parceirinho da vida toda. Amo poder contracenar com ele, vê-lo em cena e compartilhar a minha vida com ele. É meu grande amigo”, declara Mariana. Após a dupla de vilões Clara e Fred em Passione, em 2010, ela e Giane farão par romântico na trama do autor Silvio de Abreu (69). Ele será o motorista Nando, papel que foi de Mário Gomes (59), e ela será Juliana, vivida na primeira versão por Maitê Proença (54). “Mariana é uma grande parceira e amiga, temos muita afinidade. O engraçado é que, quando nos conhecemos em Passione, nossos personagens eram vilões, pessoas sem caráter e que se maltratavam. Agora, voltamos com uma coisa mais romântica. Ela é a princesinha que fica na torre e eu sou o plebeu”, diverte-se ele.

Já Guilhermina interpretará a ciumenta Manuela, papel que foi de Ada Chaseliov (60). Na década de 1980, ela tinha sérios problemas com o álcool, mas no remake será viciada em pílulas. “Ela toma pílula da felicidade, do hormônio, tranquilizante, remédio para acordar, para ser feliz...”, conta a atriz. “É um personagem mais dramático e acho legal fazer uma coisa mais densa”, acrescenta Guilhermina. A mudança do vício de Manuela aconteceu para que a novela se adequasse ao horário das 7. “Achava muito pertinente a história do alcoolismo, mas esse vício em pílulas é um assunto muito bom e atual também”, comenta a chique atriz carioca.

Envolvidos com o intenso ritmo de gravações e a expectativa da estreia, o trio de astros aproveitou a estada na secular propriedade para recarregar as energias. “Apesar das nossas agendas loucas, eu e Giane tentamos marcar para nos encontrar pelo menos uma vez ao mês. Não existe uma regra de data. Quando não dá para almoçar, tomamos café da manhã ou jantamos. Procuro sempre reservar um tempo para os meus grandes amigos, mesmo que seja só para pegar um cinema. Tenho uma turma muito unida”, conta Mariana, que circula com as madeixas claras e pouco acima dos ombros. “Giane simplesmente transborda vida”, enfatiza ela, que acompanhou de perto o tratamento e a recuperação do querido amigo.

“Conheço Giane e Mariana há muito tempo, sempre nos encontrávamos em São Paulo ou no Rio. Mas a nossa profissão tem essa maravilha de proporcionar encontros e reencontros especiais de tempos em tempos”, avalia Guilhermina. “Essa temporada em New York, por exemplo, está deliciosa. Passamos dias incríveis... Os três juntos é diversão na certa e boas risadas”, emenda a atriz, linda com corte de cabelo chanel.

Enquanto degustavam um café e apreciavam a bucólica paisagem da região do Hudson Valley, Guilhermina, Mariana e Gianecchini davam boas risadas ao enumerar as peripécias de seus perso nagens. “Manuela não tem nada a ver comigo, mas isso que é bom: buscar no trabalho situações diferentes da nossa vida”, dispara Guilhermina. “Ela é casada com o Fábio, um fotógrafo safado. Ela é ciumenta porque ele dá motivo! A mulher nunca descofia em vão”, defende a atriz, referindo-se ao par romântico na ficção, vivido pelo ator português Paulo Rocha (35). “Procurei na internet sobre a novela. Fiquei curiosa e queria saber o que estava por vir. Assisti à cena antológica da Fernanda Montenegro e do Paulo Autran no café da manhã”, recorda Mariana, citando os protagonistas da primeira versão que, em um dos capítulos, eternizaram uma genial discussão que termina em estilo pastelão. 

Giane também foi telespectador da primeira Guerra dos Sexos“É engraçado que gravando as cenas fui relembrando a primeira versão. Mas não quis rever nenhum capítulo do original para não me influenciar. O texto foi adaptado, mas as situações são as mesmas”, diz ele. “Estou adorando tudo. A novela é uma diversão pura, são situações muito gostosas. O Jorginho é muito bom, está com um gás extra, mais criativo que nunca. É bacana chegar no set e ver a proposta dele para cada cena”, comenta o ator, citando o diretor geral, Jorge Fernando (57). “O texto do Silvio também é incrível. Saio de casa sabendo que vou me divertir. Nos primeiros oito capítulos já explodiu lancha, explodiu moto, pulei de janela e o Tony caiu em cima da minha cabeça. Fico pensando como será daqui para frente”, instiga, rindo. “Dispenso dublê até ‘onde’ posso. Brinco que preferia ser dublê que ator”, conta.

Guerra dos Sexos é a oitava novela de Giane e a quinta em que ele terá a chance de contracenar com o veterano Tony Ramos (64). “Ele é um amuleto da sorte para mim. Eu nunca tinha parado para pensar, mas o Tony sempre esteve nos elencos dos meus principais personagens. Sempre aprendo muito com ele”, explica o galã, agora de cabelos cacheados. Solteiro, Giane não hesita ao falar sobre a teoria que norteia a trama, de que os opostos se atraem. “Um tenta entender o outro, mas nunca ninguém consegue porque homem e mulher são diferentes no jeito de pensar, em como a cabeça funciona... Mas acho que esse é o grande barato, um acaba completando o outro. Sempre haverá uma boa briga e a novela, claro, exagera a situação. É uma comédia que carrega nas tintas para mostrar essa busca da gente, homens e mulheres, em querer se entender”, explica ele. Esperado com ansiedade por milhares de brasileiros, o folhetim também tem no elenco feras como Irene Ravache (68), Edson Celulari (54), Gloria Pires (49) e Luana Piovani (36), entre muitas outras estrelas. 

Confira o vídeo exclusivo na TV CARAS: