Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Prêmio Bafta destaca melhores da temporada nas telas em noite repleta de looks vibrantes

12 Anos de Escravidão foi eleito Melhor Filme e rendeu a estatueta de Melhor Ator a Chiwetel Elijofor

CARAS Publicado em 20/02/2014, às 18h33 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Bafta - Dave J. Hogan E David M. Benett/Getty Images, Luke Macgregor E Suzanne Plunkett/Reuters
Bafta - Dave J. Hogan E David M. Benett/Getty Images, Luke Macgregor E Suzanne Plunkett/Reuters

Premiação mais importante do cinema no Reino Unido e última grande prévia do Oscar, o British Academy Film Awards, ou Bafta, confirmou o favoritismo de alguns indicados e surpreendeu em certas categorias. O elogiado 12 Anos de Escravidão foi eleito Melhor Filme e rendeu a estatueta de Melhor Ator a Chiwetel Elijofor (36), que derrotou Leonardo DiCaprio (39), Christian Bale (40), Bruce Dern (77) e Tom Hanks (57). “Há 21 milhões de pessoas sendo escravizadas agora. Espero que daqui a 150 anos nossa ambivalência não permita que outro cineasta faça este filme”, disse o diretor Steve McQueen (44).

De certa forma, o longa começou a causar burburinho já no red carpet do Royal Opera House de Londres. Produtor do filme, Brad Pitt (50) chegou com a amada, Angelina Jolie (38), e monopolizou as atenções. Ela causou impacto com look de alfaiataria inspirado no guarda-roupa masculino.

Nova queridinha dos fashionistas, Lupita Nyong’o (30) fez valer a boa fama com tomara que caia verde que valorizava sua silhueta enxuta e seu tom de pele. “Estou me sentindo maravilhosa! Acho que nunca estive tão produzida”, entregou a atriz. A cantora inglesa Lily Allen (28) também investiu em vestido vibrante pink e vermelho. “Demorei quase quatro horas para me arrumar. Estou bem assim?”, disparou, entre risos. A atriz americana Michelle Rodriguez (35) também optou por look colorido, mas o vertiginoso decote era mais chamativo do que o tom azul petróleo. Já Rebecca Wang (40), Ruth Wilson (32) e Fearne Cotton (32) brilharam com metalizados, mas a maioria das convidadas preferiu a segurança do preto.

Concorrentes na categoria de Melhor Atriz, Cate Blanchett (44), com look de corte reto com apliques de flores nas laterais, e Amy Adams (39), discreta com vestido desenhado por Victoria Beckham (39), figuraram entre as mais elegantes. No palco, a sorte se voltou para a australiana, protagonista de Blue Jasmine. “Gostaria de dedicar este prêmio a um ator que tem sido uma contínua e profunda inspiração para mim, o saudoso e grande Philip Seymour Hoffman. Você elevou os padrões, sempre”, falou Cate sobre o ator americano, encontrado morto aos 46 anos no início do mês em Nova York.

Grande dama do cinema e teatro britânico, Helen Mirren (68) recebeu homenagem pela carreira e foi chamada ao palco pelo príncipe William (31). “Ela é uma atriz extremamente talentosa e eu deveria chamá-la de vovó”, brincou o nobre, referindo-se à performance dela como a monarca Elizabeth II (87) no filme A Rainha, de 2006. Acompanhado da mulher, Rita Wilson (57), Tom Hanks mostrou- se comovido com a consagração do amigo Barkhad Abdi (28) como Melhor Ator Coadjuvante por Capitão Phillips. “Ele é o capitão agora! Um campeão somaliano”, vibrou ele sobre o colega de elenco, que até conseguir o papel do impulsivo pirata na ficção, era motorista de limusine na vida real.