Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / CARAS 30 ANOS

Bianca Rinaldi descarta consumismo na moda: 'Não tenho preocupação'

Durante sua passagem pela festa de 30 anos da revista CARAS, Bianca Rinaldi falou sobre sua relação com a moda e a escolha do look para o evento

Bianca Rinaldi esteve na festa de 30 anos da CARAS - Foto: Marcelo Sá Barretto/Agnews
Bianca Rinaldi esteve na festa de 30 anos da CARAS - Foto: Marcelo Sá Barretto/Agnews

Bianca Rinaldi descartou seu consumismo na moda. Ela esteve presente na festa de 30 anos da revista CARAS na última segunda-feira, 4, e contou com escolheu o look do evento e que gosta de ter o auxílio de profissionais. Além disso, gosta de se sentir confortável. "Não tenho preocupação".

A atriz optou por um vestido branco, de modelo sem alças para a ocasião. "Eu aprecio, mas não sou muito consumista. Gosto de colocar o que me deixa confortável, não importa a marca. É claro que têm marcas que se sobressaem, uma roupa ou outra você não vai encontrar em determinado lugar. Mas de um modo geral eu não tenho muito essa preocupação não, acho que tenho que vestir aquilo que me cai bem, que me sinta confortável e bonita", disparou Bianca Rinaldi.

Atualmente, a artista está no ar na televisão como Vera, em A Infância de Romeu e Julieta, no SBT. Ela voltou para a emissora após 20 anos longe e disse que agora atinge um outro público, as crianças que ainda não a conheciam. "Essa leva de público infantil que eu estou pegando no SBT é um público que não me conhecia, a mãe conhece, a vó conhece, mas o público não conhecia. Está sendo bem interessante voltar a tocar nesse público infantil hoje mais madura, com uma carreira bem mais consolidada", afirmou.

Ela ainda falou sobre o podcast que vai lançar em 2024."Esse podcast surgiu da minha necessidade de buscar mais acolhimento nessa fase de adolescência das minhas filhas. Acolhimento para os pais e para os filhos, porque é uma fase diferenciada que eles passam de estrutura emocional, hormônios... Eu nunca me conformei com essa frase 'aí a aborrescência'. Que peso é crescer e ainda ter de lidar com essa frase 'você é uma aborrescente'. Não, eu não tenho filhas aborrescentes, porque se a criança está aborrescente, é porque está com alguma necessidade de acolhimento para entender tudo aquilo. Eu fui buscar e não encontrei tantas informações como a gente encontra na primeira e segunda infância."

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!