Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / APOSENTADORIA?

Aos 84 anos, astro de ‘X-Men’ Ian McKellen fala sobre planos de se aposentar

Em entrevista à Variety, Ian McKellen revelou não ter motivos o suficiente para a aposentadoria

Ian McKellen - Foto: Getty Images
Ian McKellen - Foto: Getty Images

Conhecido por suas atuações em X-Men (2000), O Senhor dos Anéis (2001), Ian McKellen não tem planos de se aposentar. Em entrevista à Variety, o ator de 84 anos revelou sentir-se no melhor momento da carreira, não tendo motivos o suficiente para a aposentadoria. 

“Nunca fiquei desempregado, mas estou ciente de que a qualquer minuto algo pode acontecer comigo que pode me impedir de trabalhar novamente. Mas enquanto os joelhos aguentam e a memória permanece intacta, por que não deveria continuar? Eu realmente sinto que sou muito bom nessa coisa de atuar agora", revelou Ian, vai estrelar em um novo drama policial, The Critic, que deve estrear no Festival Internacional de Cinema de Toronto.

Ainda na entrevista, Ian falou sobre como lida com críticas sobre seus trabalhos: “Em vez de entender que isso acontece de vez em quando, este crítico diz que 'era uma prova de que era hora de Ian McKellen parar de atuar'. Talvez eu devesse desafiar este homem para um podcast onde poderíamos debater o assunto.. Há muito tempo fiz as pazes com os críticos”, disse. 

O ator também contou na entrevista que mudou seu modo de atuar após assumir publicamente que é gay. "Quase da noite para o dia, tudo na minha vida mudou para melhor – meu relacionamento com as pessoas e toda a minha atitude em relação à atuação mudaram," afirmou o ator. 

“O tipo de atuação em que eu era bom girava em torno do disfarce – adotando vozes engraçadas e modos estranhos. Tratava-se de mentir para o mundo. Eu não estava mais na situação de correr ao lado do personagem explicando isso ao público. Eu simplesmente me tornei o personagem”, disse o ator que fazia teatro.

Ele percebeu que ficou mais disponível emocionalmente. “As pessoas que não são gays simplesmente não sabem como é prejudicial mentir sobre o que você é e ter vergonha de si mesmo. Fui criado numa época em que era ilegal fazer sexo com um homem. E isso não foi há muito tempo”, avisou.