Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fiorella Mattheis fala de Flávio Canto: “Nos apaixonamos de cara”

Atriz celebra ano especial no Castelo e fala sobre a rotina de dona de casa, o desejo de ser mãe, o casamento e o sucesso profissional

CARAS Publicado em 18/12/2013, às 16h03 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Fiorella Mattheis no Castelo de CARAS - Martin Gurfein
Fiorella Mattheis no Castelo de CARAS - Martin Gurfein

Definitivamente, 2013 foi um ano especial para Fiorella Mattheis (25), tanto no amor quanto na carreira. Em julho, ela se casou com o ex-judoca e apresentador esportivo Flávio Canto (38) e brilhou no seriado cômico Vai que Cola, do canal pago Multishow, que, sucesso de público, já tem a segunda temporada garantida para 2014. “Espero que o próximo ano seja tão excelente como este ou mais ainda”, deseja a atriz.

No Castelo de CARAS, em Tarrytown, a 40 minutos de Manhattan, em New York, a fluminense, que se prepara para estrelar a peça Disque M para Matar, falou sobre o casamento, a rotina de dona de casa e o desejo de ser mãe. “Quero curtir todas as fases da minha vida com calma. Agora, eu e Flávio queremos vivenciar nosso casamento. Já falamos sobre filhos, mas ainda não chegou a hora.”

– Que tal foi fazer o humorístico Vai que Cola?

– Sou sempre pega de surpresa com novos desafios no meu trabalho. Era modelo e fui chamada para apresentar um programa em 2006. Em seguida, veio o convite para fazer Malhação. Depois, o Vídeo Show, uma coisa completamente diferente da outra... Eu era apresentadora e fazia ao vivo. Participar do Vai que Cola foi maravilhoso. De certa maneira, me descobri como uma atriz que pode fazer comédia também. Digo que não sou uma humorista. Foi um grande aprendizado, uma temporada muito especial. Estou bastante empolgada para a próxima temporada, em 2014.

– Além disso, você tem outros projetos em vista?

– Estava em busca de um texto pa ra o teatro e compramos os direitos da peça Disque M para Matar, do filme do Alfred Hitchcock. Estamos na fase de captação de recursos para poder começar a fase de ensaios. A previsão de estreia é no ano que vem. Este é um filme do qual gosto muito e tem a Grace Kelly no elenco, que é uma atriz que eu sempre admirei. Farei o papel que era dela. A tradução do texto foi feita pelo Domingos de Oliveira, outro profissional extremamente talentoso.

– Um dos momentos mais bacanas vividos por você foi o seu casamento...

– Casar é a melhor coisa da vida. É claro que vou ter outros momentos especiais, mas este foi uma realização muito grande. Foi realmente um dia incrível.

– E como está a rotina?

– Está tudo maravilhoso. A gente já morava junto. Começamos a morar junto desde o começo da relação. Essa parte de rotina da casa está igual. E nossas vidas continuam uma loucura. Por isso, foi bacana ter 20 dias de lua de mel para poder curtir juntos esta nova fase das nossas vidas.

– É uma boa dona de casa?

– Minha casa é o meu porto seguro, um lugar onde eu recarrego as minhas energias. Gosto de cuidar da casa, da decoração... Para mim, é um prazer cuidar do meu larr, onde sempre há flores, por exemplo. Atualmente, compro mais coisas para a casa que para mim. Não gosto de bagunça. Não sei cozinhar, nem o Flávio. Na cozinha, sou uma negação, mas sei comprar ‘coisinhas’ gostosas.

– Quando percebeu que o Flávio era o amor da sua vida?

– A gente se apaixonou de cara, foi avassalador. Era o destino, tinha de ser. Começamos a namorar no dia em que a gente se conheceu. Nosso amor contagia e recebemos muito carinho das pessoas. A gente se encontrou realmente. Depois de ter conhecido o Flávio, passei a acreditar que existe alma gêmea. É uma decisão para a vida, para sempre.

– Já planejam filhos?

– Flávio tem um monte de filhos na Ong dele, o Instituto Reação. (risos) A gente adora criança. Vamos ter filhos com certeza, mas ainda não temos uma data definida para isso. Estamos curtindo nosso casamento. Vamos viver uma etapa de cada vez.

– Como lidam com a saudade?

– Estamos acostumados a ficar longe por conta do trabalho. Fazemos de tudo para não ficar tanto tempo longe. A gente se vira bem e se fala toda hora.

– Você e o Flávio têm o gosto pelo esporte em comum...

– O esporte da minha vida é o tênis. Jogo desde os 9 anos. Minha família toda é ligada ao esporte. Viajamos para esquiar todo ano. Temos uma sintonia no esporte. No dia a dia, corro na esteira, faço academia com personal trainer e aulas de ginástica funcional.

– Você é vaidosa?

– Tenho a vaidade normal de toda mulher de querer se sentir bem, se olhar no espelho e estar ok. Se você está se sentindo bem, fica feliz e isso acaba passando para as outras pessoas.

– Como é sua alimentação?

– Cresci comendo bem. Na minha casa a alimentação sempre foi regrada. Hoje em dia, minha dieta é balanceada, certinha, mas sem exageros e sem ‘cortes’. Não me privo, mas quando enfio o pé na jaca, o meu corpo pede coisas saudáveis. Mas gosto de chocolate e amo massas e pizzas.

– Como você se define?

– Tenho personalidade forte e desde pequena sabia exatamente o que queria. Sou decidida. Isso, inclusive, ajudou nos preparativos do meu casamento com o Flávio. Também sou ansiosa, impaciente e não fico parada muito tempo no mesmo lugar.