Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Izabel Goulart brilha no Castelo de CARAS

Consagração internacional da top Izabel Goulart e relax no Castelo de CARAS em New York

Redação Publicado em 18/10/2011, às 16h06 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Carisma, medidas perfeitas e atitude impulsionam a paulista ao topo das passarelas. - Caio Guimarães
Carisma, medidas perfeitas e atitude impulsionam a paulista ao topo das passarelas. - Caio Guimarães

A estreia de Izabel Goulart (26) nas passarelas foi um susto. “Eu tinha 19 anos, pisava pela primeira vez no São Paulo Fashion Week. Usava um biquíni e na hora de posar diante dos fotógrafos a parte de cima caiu, mas mantive a calma e segui em frente. A plateia aplaudiu, recebi elogios no camarim e pensei: acho que levo jeito para a coisa”, recorda ela. Nas últimas semanas, a top voltou a ser notícia ao se consagrar como uma das modelos mais disputadas nas temporadas de New York, Paris e Milão. “Alcancei um momento na carreira em que posso optar por qualidade, em vez de quantidade. Trabalhei muito, me dediquei ao extremo e sou grata pelos ótimos resultados”, comenta ela, que brilhou nas coleções de Emilio Pucci, Roberto Cavalli, Altuzarra, Michael Kors, Dolce & Gabbana, Ermanno Scervino e Balmain, entre outras. Nascida em São Carlos, interior de São Paulo, e radicada em New York, Izabel se refugiou no Castelo de CARAS, a 40 minutos da Big Apple, para recobrar as energias. “Quero ter uma marca com o meu nome que relacione bemestar e moda, mas ainda não defini o tipo de produto”, adianta ela.

– Você se mostrou uma camaleoa fashion!

– A versatilidade se tornou um dos meus grandes trunfos; tanto faço o comercial, cujas grifes procuram uma mulher sensual, cheia de curvas, quanto o high fashion, que são as coleções que pedem uma modelo mais dura, com outra atitude, mais andrógina. Conseguir um espaço sob os holofotes nem é tão difícil, o problema é se manter lá e provar que você pode se reinventar. O Mario Testino, uma das sumidades da fotografia, e a Emmanuelle Alt, uma das editoras de moda mais poderosas do mundo, me elogiaram por essa qualidade. Vindo deles, eu fiquei sem palavras.

– Fora das passarelas seu guarda-roupa também é versátil...

– Sou apaixonada por moda, pesquiso, leio e tento aplicar as informações ao dia a dia. É importante se inteirar sobre as tendências e fazer uma limpeza no closet de vez em quando, porém com moderação. Tenho de tudo, mas invisto em peças clássicas. Não preciso de muito para estar bem.

– Em qual tendência você apostaria para o verão?

– Vi muitos vestidos que deixam a mulher sensual e bem feminina e looks que insinuam uma transparência, tecidos ou bordados que revelam o corpo.

– Você foi muito elogiada pela boa forma. Qual é o segredo?

– De uns tempos para cá, notei que estou mais magra, mais malhada, mas não esquelética. O segredo são as aulas de pilates que faço todo dia. Mesmo que eu trabalhe até de madrugada e acorde ‘destruída’, não tento fazer disso uma desculpa. O pilates ajuda muito na respiração, alivia o estresse, me revigora. Meu conselho é: tenha uma alimentação saudável, se exercite, respeite o seu corpo e seja feliz.

– Já conquistou tudo o que queria no mundo da moda?

– Eu quero continuar a explorar todas as possibilidades e evoluir. No futuro, espero lançar uma linha de produtos com a minha assinatura, algo que tenha a ver com bem-estar e moda. Quero proporcionar felicidade às pessoas.