Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Ex-lutador Pat Patterson se assume gay aos 73 anos e emociona colegas com desabafo

Durante a final do reality show Legends' House, que reúne ícones do wrestling, Petterson revelou ter vivido com um parceiro por 40 anos, mas ele morreu recentemente vítima de um ataque cardíaco

CARAS Digital Publicado em 14/06/2014, às 13h06 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Pat Patterson - Reprodução
Pat Patterson - Reprodução

O ex-lutador profissinal Pat Patterson, considerado um dos ícones do wrestling - estilo de luta que mistura luta com artes cênicas - com 50 anos de carreira, emocionou os colegas do reality show Legends' House nessa sexta-feira, 13, ao se assumir homossexual. Aos 73 anos, eles chorou ao dizer que quer passar o resto da vida dele sendo feliz, sem esconder o segredo. 

A conversa começou em um jantar com os participantes do programa. “Sentado aqui hoje, vou dizer algo que nunca quis dizer publicamente”, disse ele. “De onde venho, não tinha nada. Sem família, sem dinheiro… E acabei trabalhando com Vince [McMahon]… Para mim, essa foi a maior conquista da minha vida”, continuou. “Mas existe algo a mais do que isso. Sentado aqui hoje à noite, vou dizer uma coisa que nunca iria dizer. Pela primeira vez na minha vida, vou ser eu. Sobrevivi a tudo isso e sou gay”, falou Pat, que não conteve a emoção. 

A reação dos colegas foi de total apoio. Os outros ex-lutadores também se emocionaram e disseram que amavam Patterson e continuariam ao lado dele. “Nós amamos você. Sempre te amamos”, falaram.

Patterson revelou que tinha um parceiro, com quem viveu por 40 anos, mas ele morreu de ataque cardíaco. “Dei a minha vida e não me arrependo de nada. Pelo resto da minha vida, quero ser feliz”, desabafou ele.