Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Luto!

Morre aos 96 anos, o sambista Nelson Sargento por complicações da Covid-19

Nelson Sargento faleceu na manhã desta quinta-feira, 27; o sambista foi internado com Covid-19

CARAS Digital Publicado em 27/05/2021, às 12h11 - Atualizado às 13h37

Morre aos 96 anos, o sambista Nelson Sargento - Reprodução/Instagram
Morre aos 96 anos, o sambista Nelson Sargento - Reprodução/Instagram

Notícia triste!

Faleceu na manhã desta quinta-feira, 27, o sambista Nelson Sargento aos 96 anos. Presidente de honra da Estação Primeira de Mangueira e autor de grandes sucesso como 'Agoniza, mas não morre', ele foi internado na última sexta-feira, 21, com Covid-19. 

Sargento já havia tomado as doses da vacina. A primeira no dia 31 de janeiro e, a segunda, no dia 26 de fevereiro em sua casa. Além da idade avançada e da Covid, o sambista lutou contra um câncer de próstata anos atrás.

Nas redes sociais, a equipe postou uma nota oficial sobre o falecimento: "COMUNICAMOS COM PESAR E TRISTEZA O FALECIMENTO DO MESTRE, BALUARTE E PRESIDENTE DE HONRA DA MANQUEIRA, QUERIDO NELSON SARGENTO.  A família e a equipe de Nelson comunicam, com pesar e tristeza, o falecimento do mestre, baluarte e Presidente de honra da Mangueira, Nelson Sargento ocorrido hoje, às 10h45, no hospital do Inca - Unidade Cruz Vermelha, no Rio de Janeiro, por complicações da Covid 19"

Confira:

CARREIRA DE SARGENTO

Nelson nasceu no dia 25 de julho de 1924, na Praça 15, região central do Rio de Janeiro. Aos 31 anos ele compôs seu primeiro trabalho de sucesso. Ao lado de Alfredo Português, em 1955, ele escreveu 'Primavera', samba-enredo que ficou conhecido como 'As quatro estações'.

Sargento também escreveu livros: "Prisioneiro do Mundo" e "Um certo Geraldo Pereira". No cinema, atuou nos filmes "O Primeiro Dia", de Walter Salles e Daniela Thomas, "Orfeu", de Cacá Diegues, e "Nélson Sargento da Mangueira" de Estêvão Pantoja.