Assine

Por CARAS digital

Juliana Baroni e sua aventura cultural, gastronômica e romântica na Europa: "Fiquei muito encantada"!

A atriz Ju Baroni curtiu uma semana em Genebra e em Amsterdã com o marido e abriu o coração: "É saudável para a relação"

A teoria de que viajar é um dos melhores investimento que podemos fazer por nós mesmos é valido no estilo de vida da atriz Juliana Baroni. E acredite, a viagem dos sonhos do casal não foi planejada durante meses até a ocasião. "Meu marido [Eduardo Moreira] chegou pra mim um dia e falou: 'Olha eu tenho uma reunião de trabalho em Genebra na semana que vem'. Eu então disse pra ele: "A é? Então pode comprar duas passagens",  foi assim que o caminho de Ju se encontrou com Genebra. 

Aproveitando as férias, uma espécie de ano sabático da vida corrida de gravações, ela quer aproveitar o momento pra realizar sonhos e conhecer novos horizontes. "Viajar é a melhor coisa que existe, parece que você se desliga da realidade", conta. E, dessa vez, foi rumo ao romance com a segurança de que sua pequena Maria Eduarda estaria tão feliz quanto os pais. "'Mamãe, você está na Suíça mas eu estou em Limeira', ela fala. Ela fica na casa da minha mãe e adora. Eu acho muito bonitinho de ver"! 

Para quem acredita que andar sozinha por ruas europeias desconhecidas pode ser uma perda de tempo, Juliana conta que adora andar sem rumo quando não conhece um lugar, ainda mais sozinha, enquanto o marido participava de reuniões de trabalho. E as voltas pelos lagos, ruas e lojas foram o suficiente para a infraestrutura do país chamar a atenção. "Na Suíça, tudo funciona. O que a gente houve falar, é até mais quando você chega lá: Não tem lixo na rua, as pessoas são educadíssimas".

Ainda sobre suas caminhadas exploratórias, Ju não se deixou prender na rotina de negócios do marido. " Os dias em que ele trabalhou, eu fiquei andando sozinha e eu gosto muito. Nos primeiros dias, eu fiz passeios pelo lago, muitas lojas de alta costura, aproveitei para ver a moda, entrar em todas as lojas! Aqui no Brasil a  gente fica até intimidado de entrar em uma loja como a Prada, lá não, lá é mais comum, as pessoas normalmente compram mais, é mais acessível. Então eu entrei em todas as lojas e aproveitei pra estudar moda", divide a atriz. 

Uma das produções suíças mais famosas do mundo, é o chocolate. A cidade é cheia das mais variadas docerias e é o cenário perfeito para uma chocólatra assumida como Ju Baroni. "Visitei todas as chocolaterias que tinham ao redor do hotel. E estava frio, isso ajuda. Eu pude desfilar a coleção de chapeus que minha mãe faz enquanto andava sem rumo, experimentando os chocolates!  Depois, durante  a noite o Dudu chegava do trabalho e iamos para restaurantes maravilhosos. Provei o famoso fondue suiço e realmente, que delícia, é diferente, a maneira que eles fazem e você estar no lugar, é diferente. A experiência conta muito", detalha.

Hospedados no magnífico hotel La Cigone Genebra, que fica a poucos metros do famoso Relógio das Flores, Juju, como também é muito conhecida, viveu verdadeiros dias de princesa. "O hotel era um deslumbramento. O pessoal do banco que separou para o Dudu. É tudo muito bonito e muito luxuoso e antiquissimo. Ficamos muito bem localizados".

O ponto alto da viagem, descrito com paixão por Juliana, foi visitar a sede na ONU, em um tour guiado por Clisse Medeiros, que ali trabalhou por mais de 20 anos. "Eu sou muito ligada nessas coisas de energia. Quando a gente entrou na ONU eu senti uma paz tão grande. E não é a toa, né? Ali se resolvem muitos conflitos mundiais. Nós visitamos o auditório principal onde muitas palestras do mundo inteiro são dadas. [Com a guia] Conseguimos entrar em todos os lugares não abertos ao público. Tem uma fiscalização muito intensa porque é um lugar que pode ter atentado, então tem muita segurança", conta.

O que mais a impactou durante esse banho cultural, como ela mesmo nomeou, foi a convivência em paz de todos os grupos diferentes em um só espaço. Um lugar onde as crenças, cor de pele, poder ou qualquer outra característica que geram guerras da porta da ONU pra fora, são apenas características, e nada mais. "Elas estão ali exatamente para resolver conflito, buscar a paz e também estudar. Foi uma experiência fantástica. É o sonho do mundo! Realmente nunca tinha visto isso pessoalmente, fiquei muito encantada, todo mundo se respeitando muito", fala eufórica ao relembrar os momentos vividos.

"Passamos um dia em Amsterdã. Eu já tinha ido mais jovem com os amigos, mas dessa vez foi diferente. Fomos ao museu, experimentamos cerveja e ficamos andando pelas ruas todas, nos canais, saímos para jantar. Aproveitamos e visitamos um amigo dele [ Eduardo] que ele não via há 10 anos, foi muito gostoso. Foi uma viagem alegre, divertida e muito romântica". Termina Juliana Baroni, que construiu memórias e aprendizados que vão durar toda a vida, em apenas uma semana de viagem.

Tags relacionadas: VIAGEM

Notícia publicada Sáb, 25 nov 2017 as 08:11, por CARAS digital.




-->