Assine

Por CARAS Online 2 anos atrás

Cantora Thalia conta drama familiar em livro de memórias

Thalia relembra histórias de sua família, passando pelas mortes do pai e da mãe e o sequestro das irmãs

A cantora Thalia (40) decidiu abrir o seu baú de memórias ao escrever o livro Cada día más fuerte, que ainda não foi lançado em português, somente em inglês e espanhol. Na publicação, lançada no final de 2011, a artista conta o drama de sua história familiar, desde a morte de seu pai, o sequestro das irmãs e até a morte da mãe.

Thalia começou a sua carreira artística ainda na infância, já que sempre foi incentivada por sua mãe a participar de programas e concursos de televisão. Neste período, perdeu o pai, Ernesto Sodi Pallares, que morreu quando ela tinha apenas 6 anos de idade. Em seu livro de memórias, ela afirma que ficou um ano sem falar por causa da morte do pai.

Na adolescência, durante a década de 1990, ela logo conquistou fama internacional e também problemas em sua família. Segundo ela, as irmãs pensavam que a mãe só queria saber de Thalia, já que era quem viajava com a filha prodígio. Com isso, a mãe dela acabou deixando as outras filhas de lado, o que causou uma certa tristeza nas meninas.

Deixando um pouco de lado os momentos tristes, Thalia relembra de seu amor à primeira vista por Tommy Mottola. A artista revela que os dois se conheceram ao serem apresentados por um amigo em comum, Emilio Estefan, que achava que foram feitos um para o outro. Pouco tempo depois, os dois ficaram noivos durante uma viagem para Miami, em que ela quase desmaiou de tanta felicidade ao ver o anel de noivado. O casamento aconteceu sete meses depois da viagem.

Então é neste período, de início de casamento, que Thalia passa por um grande susto em sua vida familiar com o sequestro das irmãs Laura e Ernestina. No livro, esse trecho fica no capítulo chamado Perdão, isso porque, segundo ela, foi um grande exercício ter que perdoar as pessoas que fizeram tanto mal para a sua família. No total foram 16 dias de sequestro, sendo que a irmã Laura foi a primeira a ser libertada e Ernestina saiu alguns dias depois.

O drama de Thalia não parou por aí. Com a primeira filha, Sabrina, recém-nascida, ela voltou a contar com o total apoio de seu marido ao cair doente. Ela foi diagnosticada com a doença Lyme após ser mordida por um carrapato. Na publicação, a artista revela que quase morreu porque teve uma grande infecção, mas sempre contou com o marido por perto.

Durante a gravidez de seu segundo filho, Matteo, a cantora recebeu a notícia da morte de sua mãe Yolanda, em maio de 2011, o que a fez ficar ainda mais próxima das irmãs. Nesta época, o livro de memórias já estava finalizado, mas, com a morte da mãe, ela decidiu que precisava acrescentar esse momento de sua vida à publicação, então voltou a escrever.

Tags relacionadas: thalia | cantora | livro de memorias | noticia

Notícia publicada Dom, 1 Jan 2012 as 09:06, por CARAS Online.


Mais Notícias de noticia