Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Vitrine / Livros

“Ansiedade: o fim da escravidão”: obra propõe reflexões e dicas práticas de como retomar o controle da própria vida

Obra de Dr. Juliano Pimentel aborda o tema da ansiedade e traz dicas de como acabar com ela

Redação Publicado em 18/05/2022, às 11h30 - Atualizado às 14h30

Obra de Dr. Juliano Pimentel aborda o tema da ansiedade e traz dicas de como acabar com ela - Reprodução/Amazon
Obra de Dr. Juliano Pimentel aborda o tema da ansiedade e traz dicas de como acabar com ela - Reprodução/Amazon

“Quem tem governado sua mente, você mesmo ou a sua ansiedade?” Apesar de ser uma condição natural na história da construção humana, há muito tempo, a ansiedade deixou de ser parte de um sistema fisiológico instintivo de ação para ocupar o corpo, a mente e a alma de muitas pessoas. Na obra “Ansiedade: o fim da escravidão”, escrita pelo autor e médico, Dr. Juliano Pimentel, e lançada pela Editora Perfil Citadel, é possível compreendermos por que vivemos como escravos da própria mente, que insiste em estar desconectada com o corpo, e até que ponto a ansiedade pode ser considerada algo esperado e natural.

Em entrevista exclusiva à CARAS Brasil, o médico fala sobre o medo, que tem se tornado um sentimento dominante nos últimos tempos - principalmente durante e depois da pandemia. “O medo é sempre uma projeção futura. Em um estado de presença imediato, não existe medo, existe um fato”, explica. “99,9% dos seus medos nunca se concretizaram. Mas quantos deles já te paralisaram na vida?” questiona Dr. Juliano.

“Ansiedade: o fim da escravidão”: obra propõe reflexões  e dicas práticas de como retomar o controle da própria vida
Reprodução/Amazon

Além dos pequenos sinais e comportamentos no dia a dia, a ansiedade é capaz de causar agitação, fadiga e sensação de frustração e impotência diante de um mundo cada vez mais colapsado. Por isso, o autor também fala sobre a importância de se abraçar a dor e não fugir dela. “A humanidade nega a dor, pois não fomos treinados a abraçá-la, e sim fugir para buscar o prazer. Mas essa é a grande armadilha. Quando a dor é inevitável, o sofrimento é opcional e o sacrifício é o chamado”, reflete. “Quando eu nego a dor, eu me mantenho em sofrimento. Se eu abraço a dor e encaro ela, eu vou, mesmo com a dor, fazer o que é necessário. E assim, começo a alcançar um aspecto onde a dor não me limita, nem me para”, completa.

O autor pontua também que seu livro não é informacional, mas sim, ativacional e transformacional. “Primeiro, ativo você para que você fale o que tem que ser feito e, assim, se transforme. É um livro prático, incisivo, individual e intransferível. Você acaba mergulhando em camadas que, muitas vezes, não gostaria de olhar, mas que eram necessárias para você se curar de você mesmo”, explica.


A versão física do livro já está disponível e pode ser garantida no site da Amazon. Não deixe de garantir o seu: https://amzn.to/3NpTazN

Confira a conversa completa no vídeo abaixo:


Mais sobre o autor:

Dr. Juliano Pimentel é um médico nada convencional. Após um período de jejum espiritual prolongado, decidiu viver em plena congruência com o que lhe foi revelado em seu coração, saindo de seu consultório para exercer a medicina de almas em um mundo doente. Desde então, teve a oportunidade de transformar milhões de vidas, em mais de setenta países, por meio de um trabalho que abrange a junção de corpo, alma e espírito, e que tem como objetivo a obtenção da plena forma.


Vale lembrar que os preços e  quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a CARAS Digital pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amznto/3a0brjU

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3d118OJ