Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fernanda e Rodrigo festejam êxito de Gustavo Kuerten

Fã de tênis, casal vê tributo ao ídolo nacional nos 20 anos do primeiro título em Roland-Garros

Juliana Cazarine Publicado em 20/06/2017, às 06h41

Pela primeira vez em Roland-Garros, Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert prestigiam Gustavo prestigiam Gustavo - EVERTON BUENO E PANORAMIC/ZUMA PRESS/FOTOARENA
Pela primeira vez em Roland-Garros, Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert prestigiam Gustavo prestigiam Gustavo - EVERTON BUENO E PANORAMIC/ZUMA PRESS/FOTOARENA

Vinte anos depois de ser ovacionado no elegante torneio de Roland-Garros pela primeira vez, o ídolo brasileiro do tênis Gustavo Kuerten (40) foi homenageado na edição de 2017 do Aberto da França por seu êxito no esporte e por ser um dos atletas que mais foram laureados no Grand Slam — foram três títulos no templo do tênis mundial. Além da plateia francesa, que venera o esportista, e dos veículos de mídia do mundo todo que acompanharam o tributo a Guga, ele ganhou os parabéns especiais do casal de apresentadores e atores Fernanda Lima (39) e Rodrigo Hilbert (37), que esteve pela primeira vez no complexo de Roland-Garros e aproveitou para curtir a sempre romântica Paris em uma espécie de lua de mel, mesmo que rápida. “Como fãs de tênis, é inesquecível estar aqui e ainda ver o Rafael Nadal vencer o torneio”, disse Rodrigo sobre o campeão que levantou a taça neste ano. Antes da partida final do torneio, Guga entrou na quadra de saibro Philippe Chatrier, palco de suas grandes vitórias, e foi agraciado com o anel do Hall da Fama do Tênis. Maior tenista brasileiro da história, Kuerten acumula milhões de fãs no mundo todo. “Desde 1997, os brasileiros permitiram que eu entrasse na vida deles e me recompensaram com carinho, atenção, bondade e zelo. Sentimentos maravilhosos que eu tento, de alguma forma, retribuir”, conta o sempre sorridente embaixador da Lacoste.

A prática esportiva, um dos motivos da viagem, é mais uma oportunidade que une Fernanda e Rodrigo. “Somos iniciantes em tênis. Fizemos algumas aulas e jogamos como distração. É uma modalidade boa para praticar em casal”, destaca ela, que joga vôlei de praia e faz yoga com o marido. “Às vezes, tento acompanhar o Rodrigo no ciclismo, mas não gosto das subidas”, conta.

Após a final, Fernanda e Rodrigo desfrutaram a capital francesa, onde gostam de caminhar, saborear a culinária local e visitar exposições. “Aproveitamos para dar uma fugidinha em casal. Costumamos viajar com as crianças, que são nossas parceiras, mas dizemos para eles que ainda precisam aprender algumas coisinhas para rodar o mundo com a gente”, diz ela, citando os gêmeos Francisco e João Hilbert (9), frutos do relacionamento de 15 anos. “Tivemos a sorte de nos encontrar e compartilhar ideias e sonhos. Somos felizes e sentimos vontade de estar sempre um ao lado do outro”, declara Hilbert, que em seguida, embarcou com a amada para Amsterdã, na Holanda.

Enquanto isso, Guga estava imerso na láurea que recebeu. “É muita emoção estar aqui e poder ser reconhecido. O tênis contribuiu demais na construção dos meus valores e da minha história”, disse o ex-tenista, em francês, durante a solenidade, na qual recebeu o carinho da mãe, Alice Kuerten (68), da mulher, Mariana Soncini (36), e dos filhos, Maria Augusta (5) e Luiz Felipe (4). “Eu ainda consigo saborear e relembrar os momentos inesquecíveis que vivi aqui”, afirmou ele, que já havia recebido homenagem em solo francês no dia exato de aniversário de seu primeiro título, em 9 de junho, quando ainda ocupava a 66ª posição do ranking da Associação dos Tenis tas Profissionais, a ATP.