Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Ana Maria Braga confessa: "Me sinto com 20 anos"

Na rota dos peregrinos de Santiago, estrela diz estar aberta para a vida

CARAS Digital Publicado em 01/04/2015, às 10h11 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Ana Maria Braga - Álvaro Teixeira e Rede Globo
Ana Maria Braga - Álvaro Teixeira e Rede Globo

Com os olhos brilhando, cheios de sonhos,Ana Maria Braga chegou aos 66 anos nessa quarta-feira, 1º de abril. Além da vontade permanente de vivenciar descobertas, como a visita a Santiago de Compostela, Espanha, para participar da tradicional celebração do escritor Paulo Coelho (67) pelo dia de São José, seu desejo de aniversário é de coisas poucas e simples. “Se é que posso pedir mais alguma coisa na vida, quero ver a minha descendência com aquele sorriso lindo, ter mais tempo ao lado dos meus filhos, Pedro e Mariana, e de Joana, Bento e  Maria, meus netos. Nunca me dei muito esse direito, por conta de adorar trabalhar. Também gostaria que a vida continuasse me dando oportunidades de fazer coisas gostosas, para levantar toda manhã com uma alegria danada e dizer: ‘Oba, hoje é um novo dia!’”, destacou a apresentadora do Mais Você. Na viagem à região da Galícia, Ana conheceu a famosa Catedral de Santiago, na Praça do Obradoiro, final da rota de romeiros do mundo todo. Lá, como os mais fervorosos, deitou-se no chão para ver a igreja de cabeça para baixo e tirou uma foto. Reza a tradição que olhar a construção dessa perspectiva possibilita enxergar suas próprias ideias e conceitos de outra forma para, se quiser, poder transformá-los. Já fora de Santiago, a estrela passeou por trechos do caminho sagrado perto da cidade de Arzúa, a cerca de 50km da catedral. Emocionada, depositou uma pedrinha sobre um mojón — sinalização de pedra ou concreto para indicar a direção de um destino e sua distância. O gesto, comum entre os peregrinos, simboliza apenas que eles passaram por aquele local. “Claro que fiquei muito tocada quando me deitei ali, no chão da Praça do Obradoiro, para ver a Catedral de Santiago de ponta-cabeça. Mas acho que a emoção total, a que os peregrinos sentem, só vou ter, de verdade, quando conseguir fazer um pedaço do caminho. Percorrer pelo menos metade desses 800km é uma das propostas para a minha vida. Estou me prometendo fazer esse percurso, me comover na chegada com a visão da catedral, abraçar novamente Santiago pelas costas e me sentir protegida com o seu manto”, disse.

– Tem muita devoção?
–  Além de Nossa Senhora de Fátima, que é sabido, diria que me aliei, principalmente, à mãe de Jesus, representada por todas as Nossas Senhoras, de Fátima, Aparecida, do Rosário, de Lourdes, da Conceição... Aprendi que mãe sempre dá o recado direito para o filho, cuida com carinho se o recado é importante. Prefiro assim, quando estou em dificuldades ou tenho de agradecer ou pedir algumas coisas recorro à Ela.

– Na viagem, você gravou curiosidades para o Mais Você?
– Tenho uma inquietação que é natural em mim. Não me acomodo e gosto de me renovar, por isso sempre procuro novidades. Acho que o público de casa merece atenção e carinho. E em uma viagem como essa, não dá para deixar de compartilhar o que vi e vivi de interessante. Gravei histórias que irão ao ar ainda este mês.

– Você acabou de fazer aniversário. Como se sente?
– Eu não sei exatamente a idade que tenho, me sinto com 20 anos de idade, sei lá, com a idade da menina dos meus olhos.

– E como está o coração?

– Me sinto feliz por estar comigo mesma. É um momento de redescoberta de que viver só é estar muito bem acompanhada. Não há expectativas, estou aberta para a vida, gostando de estar viva e com a sensação da descoberta de um novo caminho.