Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Amanda Richter & Max Fercondini

Cumplicidade, romantismo e descobertas na África do Sul

Redação Publicado em 06/07/2010, às 16h01 - Atualizado em 09/08/2012, às 15h22

Juntos há dois anos, os atores enaltecem a relação no hotel seis estrelas The Palace, em Sun City. - CADU PILOTTO, WANDER ROBERTO/INOVAFOTO; PRODUÇÃO: CLAUDIO LOBATO; AGRADECIMENTO: CORPOREUM
Juntos há dois anos, os atores enaltecem a relação no hotel seis estrelas The Palace, em Sun City. - CADU PILOTTO, WANDER ROBERTO/INOVAFOTO; PRODUÇÃO: CLAUDIO LOBATO; AGRADECIMENTO: CORPOREUM
A atriz Amanda Richter (20) confessa que costuma escutar o coração na hora de tomar decisões. Já Max Fercondini (24) prefere optar pela razão para conduzir sua vida. Juntos há dois anos, o casal acredita que essa diferença seja fundamental para o êxito do relacionamento. "Jamais daria certo com alguém movido a emoção. Quando Max vê que estou agindo por impulso, sabe me alertar para não tomar atitudes precipitadas. E se percebo que ele está sendo racional demais dou o meu empurrão, incentivando-o a se jogar um pouquinho", explicou a atriz, que participou da 16a temporada de Malhação, no ar até novembro de 2009. O espírito de troca e companheirismo do casal pôde ser notado em cada instante da viagem para a África do Sul. Sempre que vivenciava algo novo na Embaixada de CARAS, localizada no Rattray's em MalaMala Game Reserve, maior reserva privada de animais do país, Max enaltecia a amada. "O melhor de tudo é ter a Amanda aqui ao meu lado para poder dividir essas descobertas, surpresas e sensações. Certamen te, não teria a mesma graça chegar em casa com toda essa bagagem cultural e compartilhar com ela só por conversa. A emoção de quem ouve não é a mesma de quem sente", ressaltou o ator, que apresenta o programa de educação ambiental Globo Ecologia e cursa o primeiro período da faculdade de Jornalismo, no Rio. Apaixonado por fotografia, o casal não parou de usar suas poderosas máquinas digitais tanto nos safáris em MalaMala quanto nos dias em que ficaram hospedados no hotel seis estrelas The Palace, em Sun City. Cada novidade desvendada por eles valia um registro. "É uma forma de eternizar cada um desses momentos tão especiais. Sempre que chegamos ao nosso quarto e vemos todas as fotos é como se estivéssemos vivendo tudo de novo. Essa viagem está sendo para nós a melhor de todas", vibrou a atriz. - Como vocês se conheceram?Amanda - Morávamos no mesmo prédio, já havíamos nos visto, mas não tínhamos conversado ainda, até que um amigo em comum nos apresentou. Passamos a noite inteira trocando ideias. A sintonia foi instantânea. Depois de um mês, começamos a namorar. Max - Desde que a vi, já notei que Amanda era especial. Claro, a primeira impressão é física. Reparei no seu estilo, nos cabelos cacheados e no jeito natural de se comportar. Ela não é artificial ou fútil. Isso me chamou atenção. - Houve um pedido oficial de namoro? E como foi feito?Amanda - Sim. Combinamos de nos encontrar em um restaurante no Rio para almoçarmos juntos. E Max, que é superpontual, estava atrasado. De repente, ele surgiu com um buquê de rosas brancas e fez a pergunta. Todos no local começaram a aplaudir e eu fiquei bastante emocionada. Pareceu uma cena cinematográfica (risos). Max - Não sou de me deixar levar por sentimentos instáveis. Acho que quem diz que se apaixonou à primeira vista por alguém corre um risco enorme de dobrar a esquina e se apaixonar novamente por outra. Então, desde o momento em que eu conheci melhor Amanda, soube que não era uma decisão inconsequente. Eu quis realmente estar com ela e desenvolver uma relação séria a ponto de se transformar nesse namoro sólido que temos hoje. - Mas como teve certeza de que esse relacionamento daria certo?Max - É engraçado, mas antes de iniciar uma relação, seja amizade ou namoro, gosto de fazer um teste com o outro. Dou uma carona e vejo se durante todo o trajeto a pessoa consegue se manter em silêncio sem que este seja incômodo, desconfortável demais. Se consegue, é porque rola empatia. Amanda - Você fez isso comigo? Não sabia... E como me saí? Max - Tão bem que o resultado você pode constatar pelo tempo que estamos juntos. - Imaginavam que tão cedo fossem encontrar alguém e ter um namoro especial como esse?Amanda - Não. Na verdade, sempre achei que fosse ficar para titia (risos). Não conseguia namorar ninguém, minhas relações nunca passavam de um mês. É como se sempre faltasse algo na pessoa, ela não correspondia às minhas expectativas. Comenta va com amigas que queria alguém carinhoso, companheiro, que desejasse o meu bem. Sonhava com todas essas qualidades que uma mulher almeja em um homem. Por isso, quando encontrei Max, pensei: "Nossa, obrigada, Deus". E o mais curioso é que nos conhecemos em um momento em que eu não estava correndo atrás de nenhum relacionamento. Mas acredito que na vida é sempre assim: quando estamos mais distraídas, o amor acontece. Max - E eu também não esperava. Pensava que só ia namorar alguém nos próximos oito anos. Além disso, sempre evitei o envolvimento com uma atriz, por pertencer ao mesmo meio de trabalho. Mas com Amanda foi diferente, resolvi confiar nas primeiras impressões que tive dela e não me desapontei. Estava realmente certo a respeito de tudo. - Quais características vocês mais admiram um no outro?Amanda - Max me respeita, é romântico e cavalheiro na forma como cuida de mim. Às vezes, começa a chover e, quando vejo, ele já está com um guarda-chuva me protegendo. Esse zelo me faz muito bem. Noto claramente que ele quer o melhor para mim. Nosso relacionamento é muito saudável. Max me faz crescer, me impulsiona e me aprimora como ser humano. Trocamos todas as experiências pelas quais passamos. Acho que é por isso que nos damos bem. Se não há cumplicidade, você se sente sozinha na relação. Namoro nenhum se sustenta com apenas uma pessoa contribuindo e se esforçando. Entre nós, a reciprocidade existe a todo o momento. Max - Adoro o jeito como os cachinhos da Amanda se formam em volta da orelha, o sorriso dela e o jeito como conquista facilmente todos à sua volta, inclusive a minha família. Para eles, já virou Amandinha, a adoram. - Por que consideram essa a melhor viagem de suas vidas?Amanda - Porque nunca havia vivido nada parecido, ficado tão próxima de animais selvagens como esses. É um ambiente completamente diferente do meu habitual. Me senti comovida por estar integrada a essa raridade, com um cenário que só costumamos ver na televisão. Aqui, tudo consegue ser simples e ao mesmo tempo grandioso e impactante. É um lugar poderoso, que nos toca profundamente. Max - Tenho um fascínio pela natureza muito grande. Desde que comecei a namorar Amanda, comentava com ela que sonhava conhecer a África. Adoro todos os documentários de meio-ambiente. Aqui, estou no máximo da ecologia e tenho consciência de que essa não é apenas uma experiência que agregará valores ao meu lado pessoal, mas também à minha profissão. Levarei para casa mais credibilidade e amadurecimento.