TV Polêmica

Whindersson Nunes rebate falso tweet e dispara: ''Querem me derrubar de todo jeito''

O youtuber foi alvo de supostas montagens após polêmicas envolvendo Júlio Cocielo

quarta 4 julho, 2018
Whindersson Nunes
Whindersson Nunes reprodução/instagram

Após antigos tweets racistas de Júlio Cocielo terem sido recuperados na web, outros youtubers começaram a ser alvo dos "caçadores de publicações". Whindersson Nunes foi um deles.

Com o maior canal do Brasil, ele alegou que uma das mensagens machistas que está rodando a internet não é de sua autoria. E deu razões para provar sua inocência. 

 

 

Além disso, ele resolveu abrir o jogo sobre seu passado na internet e disse não ter medo de que encontrem mensagens constrangedoras, pois ele já amadureceu o suficiente e também mudou alguns pensamentos, principalmente os homofóbicos. 

 

 

ACUSAÇÕES DE RACISMO

Júlio Cocielo acompanhou os primeiros jogos das oitavas de final da Copa do Mundo 2018 neste sábado, 30. 

Através das redes sociais, o youtuber comentou alguns lances da partida entre França e Argentina, que aconteceu no estádio de Kazan, mas foi muito criticado ao mencionar o jogador francês Kylian Mbappé em um de seus tweets. "Mbappé conseguiria fazer uns arrastões top na praia", escreveu ele.

Em poucos minutos, o comentário de Cocielo foi retuitado por dezenas de internautas, que o acusaram de racismo. "Alô, Twitter. Como vocês permitem que pessoas como o Cocielo tenham voz por aqui? Racismo pode?", questionou uma pessoa. "Júlio Cocielo foi racista, sim. Não adianta dizer que não foi a intenção", afirmou outra. "Se fosse o Antoine Griezmann ou o Cristiano Ronaldo seria: 'Corre para car*lho'. Mas como é o Mbappé é arrastão. Racismo velado é isso! Branco correndo é atleta, negro correndo é assalto", enfatizou um terceiro indivíduo.

Giovanna Ewbank veio a público mostrar sua indignação. 

"Odeio ter que postar coisas tão repugnantes e tristes como essa...mas é necessário!!! Ainda fico chocada como podem existir pensamentos como desse tipo de pessoa...isso não é uma brincadeira e nunca foi. Isso é racismo", reforçou ela ao compartilhar o texto escrito por Samara Felippo

As marcas que patrocinam ou possuem parceria com o jovem também se pronunciaram e disseram ser contra o tipo de pensamento e avisaram que tomariam as devidas atitudes. 

Karol Conka usou o Twitter na segunda-feira para tomar partido no caso de racismo que envolve o influencer digital Júlio Cocielo.

"Racista finge que se arrepende quando perde dinheiro ou status. No fundo continua odiando os negros e desejando a morte deles. É preocupante ver grandes marcas apoiando esse tipo de gente pensando somente em números. Esse país está uma m**da!", desabafou ela. Logo depois, a cantora e apresentadora retweetou uma matéria sobre marcas que haviam retirado seu patrocínio e escreveu: "Toma". 

por CARAS Digital
Atualizado quinta 5 julho, 2018 (303797) | 17/07/2018 07:03:52

Mais conteúdo sobre:

CARAS Recomenda

  1. Engajamento e diversidade inundam Nova York
  2. CASACOR 2018 em São Paulo tem como tema A Casa Viva
  3. Solange Almeida posa de biquíni e desabafa sobre celulites
  4. Família real celebra o batizado do príncipe Louis

Receba em Casa

Últimas

  1. 1 Fora das passarelas, Gisele Bündchen curte passeio a cavalo
  2. 2 Fofura! Enrico Bacchi é flagrado dormindo e encanta a web
  3. 3 Deborah Secco fala sobre ausência em texto para filha
  4. 4 Ivete Sangalo dá pista sobre novo clipe no Instagram
  5. 5 Após estreia de Vivian no Vídeo Show, Emilly desabafa
  6. 6 Grávida, Sabrina Sato exibe barriga em praia e fãs elogiam
  7. 7 Saiba quem são as celebridades mais bem pagas do mundo
  8. 8 Após Copa, Alisson curte férias com a família e fãs suspiram
  9. 9 Michel Teló fala sobre estratégias do 'The Voice Brasil'
  10. 10 Ana Clara comemora entrada no Vídeo Show