tv Tragédia

Viúva de Ricardo Boechat entra na Justiça para investigar responsável pela morte do jornalista

Na Justiça, a viúva do jornalista irá apurar a empresa responsável pelo helicóptero em que ele estava

CARAS Digital Publicado quarta 22 maio, 2019

Na Justiça, a viúva do jornalista irá apurar a empresa responsável pelo helicóptero em que ele estava
Veruska Seibel e Ricardo Boechat - Reprodução/Instagram

Viúva de Ricardo Boechat, Veruska Seibel, vai entrar na Justiça para pedir uma antecipação de provas do acidente de seu marido contra uma empresa.

A mãe das duas filhas do âncora do "Jornal da Band", entrará contra a Libbs, uma indústria farmacêutica, que teria sido a suposta responsável pelo transporte do jornalista no dia 11 de feveireiro, quando o helicóptero em que ele estava caiu.

No dia do ocorrido, Boechat havia ido até Campinas para dar uma palestra em um evento da empresa, e a aeronave sofreu de complicações na volta, quando iam em direção a sede da Bandeirantes, e acabou caindo na Rodovia Anhanguera.

A informação foi divulgada pela coluna de Ricardo Feltrin, no portal UOL. Ao veículo, a Libbs enviou um comunicado esclarecendo o ocorrido e dizendo que contrataram uma outra empresa para realizar esse transporte:

"Lamentamos profundamente o falecimento do querido Ricardo Boechat, ícone e referência internacional do jornalismo. Ele foi convidado para participar da nossa convenção, em Campinas e, como é comum em suas aparições, abrilhantou e fortaleceu a relevância do nosso encontro. Lamentamos igualmente o falecimento do piloto Ronaldo Quattrucci e estamos inteiramente solidários à dor das famílias. Contratamos a Zum Brazil, empresa especializada em eventos corporativos com 20 anos de atuação no mercado, para a realização do evento e transporte dos convidados do dia, sendo ela a responsável pela escolha de seus fornecedores."

Apesar do posicionamento da empresa farmacêutica, a Zum Brazil ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

Boechat faleceu no dia 11 de fevereiro, vítima de um acidente de helicóptero. Segundo o laudo divulgado, ele acabou morrendo em decorrência de um politraumatismo causado pela queda da aeronove e a colisão com o caminhão. Aos 66 anos, ele era um dos principais nomes do jornalismo brasileiro. O piloto, Ronaldo Quatrucci, também faleceu no acidente.

Último acesso: 07 Jul 2020 - 00:40:33 (320296).