Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

'Tive boas experiências de namoro', diz padre Fábio de Melo

O padre ainda contou como faz para controlar seus desejos sexuais. 'A capacidade de administrar o desejo tem que estar em todos nós'

CARAS Digital Publicado em 19/12/2014, às 13h42 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Padre Fábio de Melo - Fabio Miranda
Padre Fábio de Melo - Fabio Miranda

O padre Fábio de Melo é o convidado do quadro Elas Querem Saber, do Programa Raul Gil do próximo sábado, 20. Ele falou sobre suas vida pessoal, as experiências antes de se tornar padre e não se esquivou ao ser questionado se ainda é virgem. 

“Antes de entrar no seminário, tive todas as minhas experiências como um rapaz normal. Eu vi muitos valores numa vida a dois, tive boas experiências de namoro. Fui um homem muito feliz naquele tempo que eu pude experimentar, mas a vocação sacerdotal sempre falou muito alto dentro de mim”, disse. “Eu era um menino bom e respeitador. Eu era um namorador contido”, contou. Ele também falou sobre as diferenças entre amor e paixão. “A paixão é a antessala do amor, não é amor ainda. Com a paixão você não vê a realidade, você vê o que imagina do outro”.

Questionado se sente desejos, o padre foi franco. “Claro que tenho. A sexualidade é um conjunto de energia que nos movem, ela não se limita ser uma relação genital”, opiniou. "A capacidade de administrar o desejo tem que estar em todos nós. Na vida existe a sublimação, que é a capacidade de canalizar tudo o que você deseja, e não só sexual, e você tenta canalizar aquilo para um objetivo de vida”, explicou.“A mulher quando se casa, tem que administrar o desejo para ser fiel. O contexto feminino é que faz a vida ser boa. Se o homem não tem sua dimensão feminina bem trabalhada dentro de si, ele é um bruto. É a mulher que nos ensina os caminhos da sensibilidade”, acredita.

Vaidade

Sabatinado por Thammy Miranda, Val Marchiori, Dani Bolina e Penélope Nova, Padre Fábio admitiu que é vaidoso. “Eu nunca escondi minha vaidade, porque seria uma hipocrisia da minha parte”, afirmou. “Sempre tive a preocupação de estar bem, de me apresentar bem. Sempre que posso, faço atividade física", disse. "Eu não tenho direito de pedir saúde a Deus e não cuidar de mim. Não tem novena que nos emagreça, a não ser aquela que a gente reza correndo”, brincou.

Veja outras declarações:

“Eu escolhi ser padre para lidar com as questões humanas”
“Quando criança eu brincava de ser padre”
“O ano de 2014 foi muito difícil pra mim, passei por dificuldades no inicio do ano. Mas foi o melhor ano, pois as dificuldades me ajudaram a crescer”
“Eu pacificaria o oriente médio” (sobre um desejo, um milagre que gostaria de realizar)
“As vezes nos interpretamos de uma maneira muito pior do que realmente somos”
“O pior pecado é a hipocrisia” (respondendo qual o pior pecado)
“Já tive vontade de tatuar a medalha de São Bento” (sobre se tatuagem é pecado e se já teve vontade de fazer uma)

O Programa Raul Gil vai ao ar às 14h15, no SBT.