Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Selma Egrei precisou de ajuda de bombeiro ao gravar cenas nas águas do São Francisco: 'Não tinha noção do perigo'

Atriz relatou como foi difícil gravar cenas da reta final de sua personagem em 'Velho Chico'

CARAS Online Publicado em 27/09/2016, às 10h17

Selma Egrei - Reprodução TV Globo
Selma Egrei - Reprodução TV Globo

A atriz Selma Egrei participou nesta terça-feira, 27, do Mais Você e contou como foi gravar cenas nas águas do Rio São Franciso.

+ Carol Castro comenta cena de 'Velho Chico' em homenagem para Domingos Montagner

Na sequência, que foi ao ar em 15 de setembro, Encarnação, personagem vivido pela atriz, se joga no rip e é salva pelo neto Miguel. Selma contou que a força da correnteza fez com que precisasse ser ajudada por um bombeiro.

"Eu não tinha noção do perigo. Nós estávamos em uma equipe reduzida, a gente viajou do cais até a ilhaA gente passou o dia, pegou um barco, o problema é que a roupa ficava pesada molhada, foi o dia inteiro entra na água, sai da água e tem uma correnteza. É forte", relatou. "Teve um momento que quando o barco me larga no meio do rio um salva vidas que ajudou a me resgatar porque a correnteza puxa mesmo, mas o local era muito menos perigoso do que o que matou nosso amigo [Domingos Montagner]", disse a atriz.

Selma revelou que a notícia da morte de Montagner foi um baque mesmo para o elenco que não filmava na localidade.

"Eu estava em São Paulo. Nós tinhamos um time muito unido, o Luiz Fernando [Carvalho, diretor artístico da novela] proporciona isso, ele faz uma unidade. Éramos amigos irmãos, todo mundo, infelizmente não tive a chance de contracenar com ele. perdê-lo dessa maneira é algo que nunca vamos aceitar", disse.

A atriz abriu o coração. "Me dói. a gente fica assistindo e se comunicando. Cada vez que entra uma imagem do Domingos dói muito. O capítulo de ontem, mesmo. Dói demais, mas é uma alegria fazer a novela em homenagem a ele. É muito difícil, mas muito bonito", conta.