Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Relembre a história de amor de Cory Monteith e Lea Michele

Relembre o romance dos atores Cory Monteith, morto neste sábado, 13, e Lea Michele, sua parceira no seriado Glee

CARAS Online Publicado em 15/07/2013, às 11h54 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Cory Monteith e Lea Michele durante evento em junho - Getty Images
Cory Monteith e Lea Michele durante evento em junho - Getty Images

A morte do ator Cory Monteith, que interpretava o personagem Finn Hudson na série de TV norte-americana Glee, deixou inconsolável sua colega de elenco e namorada, Lea Michele, que vivia a personagem Rachel Berry. O casal se conheceu através do programa, no qual também faziam par romântico, em maio de 2009.

+ Lea Michele pede privacidade e se diz "devastada" com a morte do namorado

Um ano depois, Lea e Cory, além de estarem juntos nas gravações, excursionaram ao lado do restante do elenco pelos Estados Unidos com o musical Glee Live! In Concert. Em 2012, começaram os rumores na imprensa internacional de que o romance entre os personagens teria extrapolado a ficção. Depois de algumas negativas, o casal assumiu o relacionamento ao ser clicado aos beijos durante um jogo de hóquei entre o  New York Rangers e o Jersey Devils no  Madison Square Garden, em Nova York.

+ Veja a última foto de Cory Monteith com Lea Michele

"Ele realmente me inspira muito. Cory me motiva e eu o acho tão talentoso. Eu adoro trabalhar com ele, sempre adorei. É uma das melhores experiências em todo o processo de gravação. Estou tão feliz", comentou Lea sobre o namorado em entrevista pouco após o romance tornar-se público. Em janeiro de 2013, o casal foi curtir uma temporada de férias no Havaí e mostrou que a relação seguia bem. "No paraíso. Nunca havia sido tão feliz", comentou Lea ao publicar uma foto do casal no Twitter.

+ Astro de Glee é encontrado morto em hotel no Canadá

Nem mesmo nos momentos mais difíceis o casal se separou. Em março, quando Cory internou-se em uma clínica de reabilitação para tratar de sua dependência química, a atriz apressou-se em expressar seu apoio ao namorado. "Eu amo e apoio Cory e estarei ao lado dele. Estou grata e orgulhosa por ele ter tomado a decisão de se internar", comentou na ocasião.

Em maio, quando Cory já havia deixado a clínica e parecia recuperado, o casal voltou a circular junto e sorridente. "Lea é uma excelente influência para ele. Ela realmente acalma Cory", contou uma fonte em entrevista à revista People. A última aparição pública e oficial do casal aconteceu em 8 de junho, em um evento em Los Angeles. Na ocasião, os atores posaram sorridentes e de mãos dadas no red carpet.

O casal ainda seria flagrado mais algumas vezes pelos paparazzi, sempre sorridentes e aparentando tranquilidade. De acordo com uma fonte da revista US, Cory e Lea planejavam morar juntos assim que o ator voltasse de Vancouver, no Canadá, onde foi encontrado morto em um hotel no sábado, 13. "Cory ia se mudar para a casa de Lea, em Los Angeles. De qualquer maneira, ele já ficava lá quase o tempo todo", afirmou a fonte.  Em comunicado emitido após a morte do ator, Lea afirmou estar devastada com a morte do namorado e pediu que sua privacidade fosse respeitada.