Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Rede Globo: os projetos da virada do milênio

O nascimento de fenômenos que hoje se concretizam

CARAS Digital Publicado em 30/04/2015, às 12h52 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

50 anos TV Globo - ALEX CARVALHO/TV GLOBO, REGINALDO TEIXEIRA E RENATO MIRANDA/TV GLOBO
50 anos TV Globo - ALEX CARVALHO/TV GLOBO, REGINALDO TEIXEIRA E RENATO MIRANDA/TV GLOBO

Na festa global, Angélica (41) reviveu a Fada Bela, que interpretava 17 anos atrás, na novelinha Caça Talentos. A personagem foi marcante para estrelas da nova geração, como Isabelle Drummond (21), então com 4 anos. A hoje protagonista de SeteVidas não só lembra da fadinha como já pedia à mãe para trabalhar como atriz. “O universo infantil é muito lúdico. Ter vivido a boneca Emília no Sítio do Picapau Amarelo foi inesquecível”, avaliou Isabelle. O carisma com outros jovens talentos da emissora, entre eles Bruna Marquezine (19) e Marina Ruy Barbosa (19), comoveu a hoje apresentadora do Estrelas.“Estou matando a saudade da Bela com o público”, disse. Mas não foi só a vida de Angélica e das meninas que começou a mudar na época. Ana Maria Braga (66), por exemplo, trabalhava em outra emissora; Thiago Lacerda (37) e Vanessa Lóes (43) não sonhavam em se casar e ter filhos juntos; Vanessa Giácomo (32) ainda morava em Volta Redonda, município fluminense, e Totia Meireles (56) estava no ar em Malhação. No jornalismo, Glenda Kozlowski (40) abandonava o body-board para ser contratada e PatríciaPoeta (38) era jornalista de outro canal. Ela entrou na Globo em 2000 e, atualmente, está envolvida em novos projetos após a saída da bancada do JN. “Sinto-me desafiada”, avisou. Bruna e Marina usaram roupas brancas e entregaram rosas vermelhas ao público ao participarem da apresentação de Roberto Carlos (74). O Rei, que desde a década de 1970 protagoniza especiais da emissora, cantou a sua eterna Emoções.