Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Personagem com câncer em Chiquititas fez Amanda Acosta repensar prioridades

Juliana Cazarine Publicado em 24/12/2013, às 16h16 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Personagem com câncer em Chiquititas fez Amanda Acosta repensar prioridades - Lourival Ribeiro / SBT
Personagem com câncer em Chiquititas fez Amanda Acosta repensar prioridades - Lourival Ribeiro / SBT
Para Amanda Acosta, que interpreta Letícia em Chiquititas, ao abordar o câncer de mama, a novela mostra como é importante aproveitar a companhia de quem você ama e que, mesmo com os afazeres dosmésticos e profissionais, a mulher precisa encontrar tempo para se cuidar

O câncer de mama é o segundo tipo mais comum da doença em todo o mundo. Segundo o Instituto Nacional do Câncer - INCA, quanto mais cedo for descoberto e tratado, aumentam as chances de um bom prognóstico. Mas, por falta de informação, quase 40% das brasileiras demoram a receber o diagnóstico, mesmo a doença sendo tema recorrente de novelas e programas de TV. E agora é a vez de Chiquititas abordar a situação. “A mulher precisa entender que, mesmo estando preocupada com a família, a casa, os filhos e a profissão, precisa se cuidar”, diz Amanda Acosta, que interpreta Letícia na trama infantil, a personagem que está com câncer de mama.

+ Atriz que faz Gabi em Chiquititas sonhava em ser Vivi na primeira versão da novela

+ Cenário de Chiquititas inspira decoração de quartos infantis

Na novela, Letícia demora a descobrir que está com câncer de mama e, quando recebe o diagnóstico, a doença está em estágio avançado. E diante da notícia, a personagem só pensa em aproveitar a vida ao lado da filha. “Estamos passando a mensagem de ‘vamos viver o hoje’. A minha personagem acabou me dando um toque sobre isso”, afirma.

Qual é a importância de uma novela abordar uma questão de saúde pública como o câncer de mama?

A mensagem que a Leticia está pesando é: vamos viver o hoje. Estava até comentando com a minha mãe que faz tempo que não vejo o meu pai e a minha personagem acabou me dando um toque sobre isso, me fez repensar. Nós, no dia a dia, temos muitas obrigações e nos esquecemos do que é importante. A Letícia, por exemplo, fez uma listinha com a filha dela, a Dani (Carolina Chamberlain), com coisas que as duas nunca tiveram tempo de fazer. O que a história ensina, então, é viver o hoje e aproveitar a companhia das pessoas.

Como você acha que o público infantil de Chiquititas assimila essa informação?

É importante que a criança tenha contato com esse tipo de informação, mas, claro, de maneira leve e clara, para que a mensagem seja entendida. Ela precisa saber que existe um ritual de passagem, aprenda a lidar com ele e, talvez, até sinta um certo conforto: ‘outras crianças já passaram por isso, não apenas eu’.

E você, Amanda, faz exames periódicos?

Acabei de fazer. Às vezes a gente vacila, esquece, mas vou sempre. Acho que a novela, assim como outros programas de TV, está aí para alertar sobre a doença. A mulher precisa entender que, mesmo estando preocupada com a família, a casa, os filhos e a profissão, precisa se cuidar.

Você já viveu de perto o drama dessa doença?

Eu perdi uma tia muito próxima. Ela tinha muita vontade de ser artista e dizia que eu estava realizando o sonho dela. Mas, hoje em dia, existem mais tratamentos. Por isso é importante fazer exames preventivos.