Novos detalhes do novo documentário de Taylor Swift são divulgados: ''Sua autonomia como artista''

Detalhes do novo documentário de Taylor Swift para Netflix são divulgados e aumenta expectativa dos fãs

CARAS Digital Publicado segunda 16 dezembro, 2019

Detalhes do novo documentário de Taylor Swift para Netflix são divulgados e aumenta expectativa dos fãs
Taylor Swift durante uma cena do documentário ''Miss Americana'' - Foto/Reprodução

2019 foi um ano intenso para Taylor Swift, depois do álbum Lover, no qual foi um sucesso mundial, a cantora enfrentou uma grande disputa pelos seus discos antigos com o empresário Scooter Braun, apesar de ter revelado que regravará todos eles, ela promete muita coisa boa.

Miss Americana - nome de uma música da cantora, o seu documentário para a Netflix, será exibido no primeiro dia do Festival de Cinema de Sundance, no primeiro mês do ano. O longa está nas mãos da diretora Lana Wilson e os produtores Morgan Neville, Caitrin Rogers e Christine O’Malley.

E, mesmo sem uma data confirmada para o lançamento na plataforma de streaming, novas informações da produção foram divulgadas e enlouqueceram os fãs. O documentário terá 86 minutos de duração e sua sinopse completa já foi anunciada pelo Festival de Sundance. Além disso, o documentário foi classificado como político.

“Um prodígio adolescente da música country que evoluiu para uma estrela Pop, a cantora e compositora Taylor Swift ganha incontáveis prêmios, lota turnês por estádios com fãs arrebatadores, e continua a se reinventar – tudo isso enquanto mantém sua autonomia como artista. Sua megacelebridade deixa sua vida pessoal bastante pública; cada relacionamento e cada briga é alimento para os haters nas redes sociais.", explicou.

"Depois de conquistar tanto em tão pouco tempo, Swift está agora em uma encruzilhada em sua carreira. Notavelmente apolítica no passado, Swift, como uma jovem mulher americana agora, neste país, está motivada a falar sobre injustiça e desigualdade de uma forma que ela nunca fez, já que ela está com a bravura de falar por ela mesma e pelo o que ela acredita.", continuou.

"Lana Wilson oferece uma janela multifacetada para Swift, seu processo criativo e sua experiência única de ser uma estrela dessa magnitude. Com um toque hábil, Wilson acessa a vulnerabilidade e sensibilidade de Swift, sua inteligência feroz e sagacidade, e seus momentos reflexivos com seus gatos enquanto ela embarca no mais recente capítulo de sua já extraordinária carreira.”, finalizou.

Vale lembrar que Taylor já tinha deixado escapar que o documentário aconteceria. Em seu Twitter, por conta de toda a briga com Scott Scooter, ela comentou que eles não queriam deixá-la utilizar suas próprias músicas na produção da Netflix – no desabafo público, Swift diz ter a impressão de que deve ser "uma boa menina e calar a boca, ou será punida", e que não pode mais falar sobre os dois empresários. 

Último acesso: 25 Oct 2021 - 11:55:44 (338216).

Leia também

TV CARAS