Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
TV / A Fazenda

‘Não queria ver minha irmã no caixão’, diz Ângela Bismarchi

Ao sair de ‘A Fazenda’, Ângela Bismarchi fala sobre a decisão de não ter ido ao velório e enterro da irmã, morta quando ela estava confinada no reality show

Redação Publicado em 20/07/2012, às 11h03 - Atualizado às 11h35

Ângela Bismarchi - Divulgação/ Record
Ângela Bismarchi - Divulgação/ Record

Após ser eliminada de A Fazenda 5, Ângela Bismarchi (45) falou, no Hoje em Dia desta sexta-feira, 20, sobre a morte da irmã, Angelina Filgueiras dos Santos, enquanto ela estava confinada no reality show.

“Agora vou ver essa realidade. Não queria ver minha irmã no caixão. Ao receber a notícia da tragédia, meu coração ficou quebrantado. Não estou aqui para julgar nem ser julgada. Só Deus sabe o que passa no nosso coração”, disse a ex-peoa, chorando, ao se defender de quem a julgou negativamente com relação à sua decisão de não ter saído da fazenda para ir ao velório e enterro da irmã.

“Ninguém sabe o que eu passo ou o que eu passei. Não me importo se as pessoas falaram mal por eu não sair da fazenda. As pessoas que disseram isso não respeitaram meu luto. Quando resolvi ficar na fazenda, me senti protegida. No momento da tragédia, se você demonstrar a fraqueza, você não é uma pessoa forte. Quis mostrar que sou uma pessoa forte”, completou.

Ângela também falou que sua relação com Angelina era muito próxima. “Tenho seis irmãos e ela era minha irmã querida, que eu mais amava. A foto dela foi a única que levei pra casa. Ela me ajudou a fazer as malas,  Ela me deu a maior força para participar de ‘A Fazenda’. Ela era uma companheirona. Agora que estou fora da fazenda, não sei o que vou fazer sem minha irmã. Não sei se quero voltar pra Niterói, se vou conseguir viver lá sem ela”, disse a participante do reality show da Record.

A loira também afirmou que estava tentando ajudar a irmã a sair do casamento de 18 anos. “Queria deixar claro que não houve traição. Levei minha irmã pra perto de casa porque eu queria protegê-la. Ela estava tentando sair desse casamento, porque estava infeliz. O Marcio não deu chance de ela tentar ser feliz com outra pessoa”, explicou, referindo-se ao ex-marido da irmã, Márcio Luiz Dias Fonseca, que invadiu a casa onde Angelina estava com seu namorado,  Jolmar Vagner Alves Milato (40).

Armado, ele entrou em uma luta corporal com Jolmar. De acordo com a polícia, Angelina pegou a arma e seu matou. Márcio também morreu durante a briga.

“Eu fui pra fazenda muito preocupada com ela, estava sabendo disso tudo que estava acontecendo. Eles tinham brigas horríveis, e eu e o meu marido estávamos tentando ajudar. Ele não tinha que ter ido armado pra lá. Ele tem culpa por ter levado a arma”, disse Ângela.