Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Na luta contra o câncer, Oscar Schmidt chora ao receber benção do Papa: 'Se não curar agora, não cura nunca mais'

Após receber a benção do Papa Francisco, Oscar Schmidt chorou em entrevista ao vivo por telefone ao Encontro com Fátima Bernardes

CARAS Online Publicado em 25/07/2013, às 10h42 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Oscar Schmidt recebe a benção do Papa Francisco - Reprodução
Oscar Schmidt recebe a benção do Papa Francisco - Reprodução

Oscar Schmidt se emocionou ao encontrar o Papa Francisco na manhã desta quinta-feira, 25, em cerimônia no Palácio da Cidade, no Rio de Janeiro. O líder da igreja abençoou esportistas brasileiros e recebeu uma camisa do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) das mãos do presidente da entidade, Carlos Arthur Nuzman.

Lutando contra um câncer no cérebro, Oscar se ajoelhou e deu a mão para o Papa, que tocou em sua cabeça e lhe deu uma benção. Minutos depois, o ex-atleta caiu em lágrimas em entrevista ao vivo no Encontro com Fátima Bernardes."Se não curar agora não vai curar nunca mais", disse o ídolo do basquete. "Meu Deus, nunca pensei que fosse gostar tanto de um argentino", brincou.  "Esse cara é demais: o Papa Chico. Gostei ainda mais dele". Oscar ressaltou ainda que tão importante quanto receber a benção é acreditar na cura. "O Papa pode me dar a bênção, mas quem cura é a fé".

O pontífice também deu a bênção a vários esportistas, como o ex-jogador de futebol Zico e ao coordenador técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira.O Papa também abençoou as bandeiras olímpicas e paralímpicas, já que o Rio de Janeiro será sede dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos em 2016. Em seguida, ele recebeu a chave da cidade. 

Oscar Schmidt descobriu passou pela primeira cirurgia contra o câncer há dois anos. No dia 30 de abril deste ano, passou por nova cirurgia, para retirada de um tumor de grau 3. "Não posso ficar desanimado. Ganhei de presente uma vida que todo mundo gostaria de ter”, disse em entrevista à CARAS. "Se o tumor voltar, eu abro a cabeça de novo e tiro! (risos) Cada vez que voltar, vou abrir e tirar. Vou durar muito ainda. Qual o problema? Uma operação por ano? Beleza, um mês a menos por ano. Mas não vai voltar, não”.

+ Oscar Schmidt sobre o câncer: 'Se o tumor voltar, eu abro a cabeça de novo e tiro'

Veja o vídeo de Oscar Schmidt recebendo a benção do Papa Francisco: