Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Drama

Mayra Cardi desabafa sobre nova tentativa de sequestro: ''Um susto''

Ex-BBB falou sobre a tentativa de sequestro enquanto passeava com a filha, Sophia, de seis meses

CARAS Digital Publicado em 02/05/2019, às 08h08 - Atualizado às 08h16

Mayra Cardi desabafa sobre nova tentativa de sequestro - Reprodução/Instagram
Mayra Cardi desabafa sobre nova tentativa de sequestro - Reprodução/Instagram

Mayra Cardi usou as redes sociais na manhã desta quinta-feira, 2, para contar aos fãs uma nova tentativa de sequestro. 

A musa fitness estava passeando com a filha, Sophia, quando foi surpreendida por um carro que começou a segui-las.

"Eu e Sophia acabamos de chegar do nosso passeio. Tomamos um susto e agora que consegui respirar para poder gravar alguma coisa aqui. Acabou-se. Não passeamos mais, infelizmente. Agora teremos que achar um outro lugar dentro de um condomínio, de um bairro, de qualquer outra coisa", disse.

A mulher de Arthur Aguiar continuou o desabafo dizendo que sabia que isso iria acontecer novamente. "Eu desconfiava que isso ia acabar acontecendo em algum momento, porque criei uma rotina de passear de manhã com ela e, no fim, é o que a gente vem falando sobre a segurança. Está cada dia mais perigoso".

No final, a ex-BBB ainda detalhou o que aconteceu. "Quando eu estava voltando para casa, milagrosamente, porque normalmente não sou ligada nessas coisas, mas prestei atenção porque o cara estava muito estranho. Eram dois caras. Quando a gente veio para cá, eles já estavam com o carro parado, de olho em mim. Conforme eu fui atravessando a rua, eles olhavam o movimento e vinham na mesma velocidade. Quando entendi que, de fato, eles iriam nos pegar e que isso seria possivelmente um sequestro, eu corri. Corri real. Minha sorte é que meu porteiro é muito vivo e também viu, e abriu a porta imediatamente".

Preocupada com a segurança do Rio de Janeiro, ela disse que considera mudar de país. "Ficamos presos dentro dos nossos apartamentos enquanto os bandidos ficam soltos. Essa não é a vida que eu quero para mim"", concluiu.