Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Matheus Silvestre entra para o elenco de 'Haja Coração'

Matheus Silvestre fala de seu retorno à TV na novela 'Haja Coração' e sobre seus novos projetos no teatro e no cinema

CARAS Digital Publicado em 13/09/2016, às 17h12 - Atualizado às 19h03

Matheus Silvestre - Sergio Santoian
Matheus Silvestre - Sergio Santoian

O ator Matheus Silvestre está de volta à TV ao entrar para o elenco de Haja Coração, da Globo. Esta será a segunda novela dele com o texto de Daniel Ortiz, sendo que já atuou em Alto Astral, de 2014. Agora, o artista dará vida para Rogério, o amigo de infância de Felipe (Marcos Pitombo). A primeira cena dele será exibida na noite desta terça-feira, 13, e acontecerá durante a apresentação de Shirlei (Sabrina Petraglia) para os amigos do namorado.

"O Rogério é amigo de infância do Felipe, integra o mesmo círculo social, trabalha como controller responsável pelo planejamento financeiro da empresa, curioso e muito interessado nas relações humanas. Ele, inclusive, se encanta com o relato de Shirlei que trabalha como feirante lidando o dia todo com gente. Namorado da Taíssa, terá sua festa de aniversário como palco da apresentação da Shirlei como nova namorada do Felipe. Estou bastante ansioso para a estreia e muito feliz de retornar à TV. É uma indústria onde encontramos todos os recursos e ferramentas para contar histórias ao público, com uma equipe técnica precisa e atores deliciosos para contracenar", disse ele à CARAS Digital.

Além de seu retorno à TV, o ator produz um novo espetáculo teatral, em que pretende descontruir o machismo. A estreia do projeto está prevista para o primeiro semestre de 2017. "A princípio, pensamos em abordar o feminismo e o empoderamento necessário das mulheres a fim de, aos poucos, alcançarmos uma sociedade igual e justa. Todavida, percebemos, através de pesquisas, que o protagonismo da luta feminista cabe primordialmente às mulheres. Seria um tanto quanto machista assumirmos a posição delas ao falar sobre o feminismo. Dessa forma, passamos a identificar diversos comportamentos machistas nossos e de toda a sociedade a fim de entendê-los e sensibilizar o público para uma gradativa descontrução", afirmou.

E Matheus não para por aqui. Ele ainda tem projetos que envolvem o cinema. O rapaz está em fase de seleção de um roteiro para um curta-metragem junto com o diretor Paulo Mauricio Macedo.

"São três linguagens distintas que partem da mesma essência, ou seja, da verdade da história que será contada para o público. Comecei no teatro onde o ator está totalmente exposto ao público em uma troca forte de energia que acontece apenas naquele instante, sendo revivida a cada apresentação. É o novo que se faz presente, mesmo que as cenas tenham sido intensamente ensaiadas. Me sinto em casa. A TV e o cinema, por sua vez, atribuem à câmera o olho humano. Muitas vezes, o ritmo intenso das gravações exigem rapidez de pensamento e uma enorme concentração para fazer acontecer. Estou na minha segunda novela e engatinhando ainda no cinema. Ainda quero experimentar muito, dentro de todas as linguagens, para responder no futuro com propriedade sobre essa pergunta. O que quero, como artista, é poder explorar, cada vez mais, o que sei e amo fazer, seja na TV, no cinema e também no teatro", finalizou.