Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Saudade

Matheus Nachtergaele relembra suicídio de sua mãe: ''Mãe biológica e também artística''

Matheus Nachtergaele não conteve a emoção ao relembrar suicídio da mãe, aos 22 anos

CARAS Digital Publicado em 11/11/2020, às 12h37 - Atualizado às 12h58

Matheus Nachtergaele emociona ao falar sobre morte da mãe - Globo/João Cotta
Matheus Nachtergaele emociona ao falar sobre morte da mãe - Globo/João Cotta

Matheus Nachtergaele não segurou a emoção ao falar sobre a morte de sua mãe.

Durante entrevista no programa Persona, da TV Cultura, ele relembrou quando a mãe, Maria Cecília, uma poetisa e musicista, morreu, aos 22 anos.

Na época, o ator tinha apenas três meses de vida. Ele ainda contou que 'sobreviveu' com a ajuda de mães postiças, como sua madrasta Carmem.

"Uma mãe perdida é uma coisa muito forte, que te marca muito, mas não te define como todo ou para sempre. Sou um órfão típico, um cara sem mãe que sobreviveu à falta dela com a ajuda de mães postiças. Tive uma principal, minha madrasta Carmem, que eu chamo de mãe e casou com meu pai quando eu tinha 1 ano e meio. Foi quem me ensinou tudo, com quem eu tive as maiores brigas e os abraços mais inesquecíveis", disse.

Segundo Matheus, a mãe teve grande influência na escolha de sua profissão. "Cecília, minha mãe biológica e também minha mãe artística. Muito por causa dela eu me envolvi com artes, virei ator. Ela era uma poetisa e se matou quando eu era bebê. Por causa dela me envolvi com poesia, literatura e música. Fui perseguindo minha mãe através de coisas que ela gostava, foi uma boa professora", revelou.

O artista só soube do suicídio da mãe quando completou 16 anos. "Papai me contou do suicídio e me entregou uma pasta com 33 poemas dela. Pela primeira vez na vida, tive contato com uma fala de Cecília", recordou.

As poesias de Maria Cecília acabaram virando um espetáculo, intitulado Conscerto do desejo, encenado por ele em 2018.