Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Meio ambiente

Mateus Solano surge no meio do lixo para mandar mensagem conscientizadora

O ator mandou um recado importante para os seus seguidores nas redes sociais

CARAS Digital Publicado em 16/08/2018, às 16h43 - Atualizado às 16h53

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Mateus Solano - Reprodução/Instagram
Mateus Solano - Reprodução/Instagram

Sempre engajado nas causas ecológicas, Mateus Solano fez uma visita à Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio de Janeiro, em Bangú, e compartilhou o momento nas redes sociais nesta quinta-feira, 16.

Em sua conta no Instagram, o ator posou em meio a montes de lixo, que tem como destino a reciclagem. De lá, ele mandou uma mensagem conscientizadora para os seus fãs.

"O trabalho dos catadores que separam os 22 diferentes materiais é árduo e merece nosso profundo agradecimento. Para ajudar nossos heróis a salvar nosso Planeta e a nossa saúde, além de ajudar a Comlurb a dar emprego formal a eles, falta principalmente a responsabilidade das Empresas (que “criam o lixo”) e do cidadão (que consome e joga fora)", disse ele, que mandou um recado. "Separe o seu lixo. É só botar o molhado no saco preto e o seco no transparente. Não é preciso mais que isso. Você vai estar ajudando muito!", disse o global.

O global já usou as redes sociais anteriormente para tocar na questão da preservação do meio ambiente. Junto com outros famosos, como Fabiana KarlaFernanda PaesLeme e Sergio Marone, ele apoiou a a campanha #ParedeChupar, que busca conscientizar as pessoas sobre os danos que canudos de plástico trazem à vida marinha e a poluição que o material causa.

Durante uma viagem que fez em junho, o moreno e a sua esposa, Paula Braun, passaram pela cidade de Belém, no Pará. Na ocasião, Mateus demonstrou frustração ao presenciar a coleta de esgoto precária do local. "Valões de esgoto a céu aberto numa das mairoes cidades do Brasil", pontuou ele. "Saneamento básico é direito de todos", concluiu.

Veja: