Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

No Guarujá com os pais, Maisa Silva fala sobre sua carreira de atriz mirim

Ela começou na TV aos três anos de idade no programa do Raul Gil e atualmente faz sucesso com seus personagens nas novelas do SBT

CARAS Publicado em 23/04/2014, às 16h37 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Maisa Silva - Samuel Chaves/S4 Photo Press
Maisa Silva - Samuel Chaves/S4 Photo Press

Mesmo com tão pouca idade, Maisa Silva (11) já pode ser considerada uma estrela da TV. Aos 3 anos, ela impressionou o apresentador Raul Gil (76) com desenvoltura ímpar em seu extinto programa de calouros na Record e, mais tarde, foi contratada pelo SBT, tornando-se a “pupila” de Silvio Santos (83). “Com ele, pude realizar vários sonhos. O Silvio mudou a minha vida”, declara ela, que passou dias em luxuoso hotel no Guarujá, litoral de São Paulo, com os seus pais, Gislaine (35) e Celso Andrade (37). Após viver Valéria na novela infantil Carrossel, sucesso da emissora encerrado em julho, ela voltou à cena com a mesma personagem, na segunda temporada da série Patrulha Salvadora, que estreou este mês. “O trabalho nunca me atrapalhou. Minha vida sempre foi uma diversão. Adoro o que faço”, diz a encantadora menina.

– Considera-se boa atriz?

– Acho que sim, mas não sei como me avaliar... Acho que me empenhei bastante, trabalhei por isso, estudei e tive as minhas recompensas, meu reconhecimento. Se a maioria das pessoas comentou, então acho que sou boa atriz, sim.

– Amadureceu muito rápido?

– Sou uma criança alegre, mas ajudo meus amigos, cuido deles. Desde pequena sempre fui madura. Em vez de brincar, eu queria ler, minha mãe lia para mim. Aprendi a ler com 3 anos.

– Como é a sua relação com os amigos da escola?

– Lá eles já me conhecem bem, então não tem este negócio de assédio. Eles estão acostumados.

– O que você faz nas suas horas vagas?

– Adoro ir ao sítio dos meus avós em Andradina, no interior de SP. Esta rede me lembra muito a casa deles e as brincadeiras com meus primos.

– Quer fazer outras viagens?

– Fiquei três semanas nos EUA com meus pais e foi demais. Conheci Orlando e, em Nova York, fui à Broadway. Lá, eu era a tradutora, já que eles não falam inglês. Até mesmo para ir ao mercado, eles dependiam de mim. Foi minha vez de cuidar deles.

– Como é a relação de vocês?

– Eles são muito legais, engraçados e compreensivos. Confio neles, conto o que sinto.

– O que espera do futuro?

– Gosto de ser atriz e apresentadora e quero as duas coisas para a minha carreira. Se surgir outra oportunidade de fazer novela, com certeza vou querer.

– O que você faz com o dinheiro que ganha?

– Uma parte eu uso e a outra meus pais guardam em uma poupança, para que eu possa fazer uma faculdade, ter uma casa, um carro bom. E até garantir o futuro dos meus filhos.

– Como é a Maisa em casa?

Gislaine – Não deixou que nada ‘subisse à cabeça’ e continua sendo a mesma menina. Respeita e obedece. É supermeiga.

Celso – É muito tranquila. Nós conversamos bastante e não tenho qualquer tipo de preocupação com ela.