Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Luto

Maisa lamenta morte de fã assassinado após sair de boate gay

A jovem ainda confortou um fã

CARAS Digital Publicado em 05/10/2018, às 18h36 - Atualizado às 18h45

Maisa - Instagram/Reprodução
Maisa - Instagram/Reprodução

Maisa usou seu Twitter para fazer um desabafo na tarde da última quinta-feira, 4.

Após saber que um de seus fãs havia sido morto vítima de homofobia, a atriz de 16 anos resolveu compartilhar seus pensamentos através da rede social. “Acabei de ver o caso de um menino que morreu após sair de uma boate gay. Ele me seguia no Instagram. Não sei o que dizer, só queria orar pelo respeito e pelo amor no nosso mundo. A homofobia mata", começou.

Depois, ela continuou a desabafar. "Nunca vi a homossexualidade matar alguém, mas a homofobia sim. Ela mata. Separa pessoas.
O ódio e o preconceito caminham juntos, só não vê quem não quer"
, finalizou.

A também apresentadora não ficou quieta após um seguidor a questionar dizendo: “Até tu Brutus?”. Maisa não hesitou em responder o internauta: “Até eu o quê? Demonstrando ser contra preconceito? Que bom, né?”

Pouco depois, um outro fã resolveu fazer um relato. “Ja fui xingado por ser bissexual. Isso ajudou a minha depressão aumentar, elas não aceitavam o jeito que eu sou. Foi triste, pensava em me matar sempre”, desabafou. Em seguida, ela demonstrou apoio ao jovem. “Não tem nada de errado com você”, disse.